Nos Estados Unidos, A Uber realizará seus primeiros testes com os clientes para demonstrar como será o futuro da entrega de alimentos.
Nos Estados Unidos, A Uber realizará seus primeiros testes com os clientes para demonstrar como será o futuro da entrega de alimentos.

O Uber Eats, plataforma da Uber que conecta usuários e entregadores aos melhores restaurantes da cidade, está testando a primeira aplicação comercial de drones em áreas urbanas de alta densidade.

No último ano, a Uber e a cidade de San Diego foram premiadas com a licitação vencedora da Federal Aviation Administration (FAA) para testar a realização de entregas de comida com drones. A Uber realizará seus primeiros testes com os clientes para demonstrar como será o futuro da entrega de alimentos.

Combinando a tecnologia inovadora do Uber Elevate com a rede e a experiência em logística de Uber Eats, a entrega de alimentos por drone aumentará as opções culinárias dos clientes e reduzirá os prazos de entrega. Este serviço é impulsionado pelo Elevate Cloud Systems, um novo, dinâmico e exclusivo sistema de gerenciamento de espaço aéreo que rastreia e guia voos de drones desde a decolagem até o pouso, de forma independente.

Quando o drone decolar do restaurante, carregando pedidos, o Elevate Cloud Systems notificará os entregadores parceiros do Uber Eats nas proximidades para que eles se dirijam a um local de retirada. A visão de futuro da empresa é alavancar também a rede de motoristas parceiros da Uber para que esses locais de retirada possam ser veículos estacionados sobre os quais os drones pousariam com segurança.

A expectativa é a de que os aprendizados gerados pela distribuição de alimentos por drones também contribuirão para a fundação da futura rede de compartilhamento de viagens aéreas da Uber Elevate.

“Temos trabalhado em estreita colaboração com a FAA para garantir que atendemos aos requisitos e priorizamos a segurança”, disse Luke Fischer, Chefe de Operações de Vôo do Uber Elevate. “A partir daí, nossa meta é expandir a entrega por meio de drones do Uber Eats para que possamos oferecer mais opções a mais pessoas ao toque de um botão. Achamos que a Uber está em uma posição única para enfrentar esse desafio, pois pode aproveitar a rede de restaurantes e entregadores parceiros de Eats, bem como a experiência e tecnologia de aviação do Uber Elevate. ”

A fase inicial de testes em San Diego foi feita com o McDonald’s e será ampliada para incluir outros restaurantes parceiros de Eats, ao final deste ano, incluindo o Juniper e Ivy, conhecido pela alta gastronomia.


Sobre o Uber Eats

O Uber Eats conecta usuários, de forma organizada e conveniente, a uma ampla seleção de restaurantes, com a mesma confiabilidade que se espera da Uber. Com o Uber Eats, os restaurantes ainda alcançam novos públicos de forma descomplicada, e os entregadores parceiros ganham mais uma chance de gerar renda. Em fevereiro, o Uber Eats chegou a Macapá, comemorando, assim, a presença em todos os Estados do país, além do Distrito Federal. O Uber Eats é um app separado da Uber, disponível na Play Store e na App Store.

Sobre Uber Elevate

A Uber tem o objetivo de realizar demonstrações de voo em 2020 e disponibilizar comercialmente compartilhamento de viagens aéreas para usuários em 2023, sendo que as primeiras cidades da Uber Air são Dallas-Fort Worth / Frisco, no Texas e Los Angeles, na Califórnia. A Uber estabeleceu parcerias com vários fabricantes de aeronaves altamente experientes, incluindo: Aurora Flight Sciences (agora uma subsidiária da Boeing), Pipistrel Aircraft, Embraer, Bell e Karem Aircraft. A empresa também firmou uma parceria imobiliária com a Hillwood Properties, assinou dois Acordos de Ato Espacial com a NASA, um para o desenvolvimento de novos conceitos de Gerenciamento de Tráfego Não-Tripulado e Sistemas Aéreos Não-Tripulados e um segundo para explorar novos conceitos e tecnologias para a Mobilidade Urbana Aérea. A Uber também assinou um Acordo Cooperativo de Pesquisa e Desenvolvimento com o Comando de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenhari a do Exército dos EUA, Army Research Lab, para auxiliar no desenvolvimento de veículos e testes para a Uber Air. Isso inclui uma declaração inicial de trabalho conjunto para fornecer um financiamento de US$ 1 milhão para o desenvolvimento de pesquisa de tecnologia de rotor.