Confira uma lista de aplicações já presentes e futuras da robótica.

Carlos Teixeira
Jornalista e Designer do Futuro

Enquanto você olha para a crise da economia brasileira, certamente ainda nem percebeu um movimento ao lado. Tudo bem que pode parecer um tanto invisível. Depende de um olhar aguçado para enxergar o que anda acontecendo. O tal movimento revela que a tecnologia, além das questões conjunturais, também está avançando sobre o sistema produtivo. O mercado de trabalho não será o mesmo em mais algum tempo.

Brevemente trabalhadores em alguma parte do planeta terão robôs como coordenadores de equipe. Chefes mesmo. Não é uma questão de fazer terrorismo. Mas de chamar atenção para um debate urgente. Antes que as pessoas se digam surpreendidas pelas transformações.

Afinal, a existência de robôs já deixou de ser apenas ficção. Eles já estão nas indústrias, em áreas onde já fazem parte do panorama há bastante tempo. No setor automotivo, são amplamente utilizados em operações de solda e usinagem e na motagem e no transporte de peças. Eles estão nas residências, com o começo de uso dos aspiradores de pó robóticos.

Não faltam mais exemplos. Inovações disponíveis abrangem desde robôs responsáveis pelo atendimento a hóspedes em hoteis, que atuam como enfermeiros em hospitais, para auxiliar pacientes, até as “equipes robóticas”, em redes de atacados e varejo, como a Amazon.

Vejamos algumas das aplicações que estão vindo ou que até já chegaram:

  • Aviação
  • Segurança
  • Telepresença
  • Veículos autônomos
  • Medicina
  • Nanorobótica
  • Lazer