Iniciativa em Belo Horizonte estimula o interesse de crianças e jovens pelo empreendedorismo, o que atende demandas dos próximos anos - foto: Pixabay
Iniciativa em Belo Horizonte estimula o interesse de crianças e jovens pelo empreendedorismo, o que atende demandas dos próximos anos – foto ilustrativa: Pixabay.

Radar do Futuro

Lançada em 2017, quando passou por uma reestruturação de seu modelo de negócio, a Enterprising UP – Academia de Ideias cresceu 60% no ano passado graças ao desenvolvimento de um conceito essencial para quem leva em conta os desafios do futuro: O ensino de empreendedorismo. Com foco em crianças e jovens, de quatro a dezoito anos, a iniciativa antecipa a preparação para um cenário de mudanças profundas no mercado de trabalho.

Breno Lima, sócio-diretor da Enterprising UP – Academia de Ideias, assegura que o conceito de “empreender” vai muito além do investimento em algum negócio. “Empreender não significa necessariamente investir em um negócio próprio. O termo refere-se também à maneira de encarar a vida como um todo, seja no âmbito profissional, pessoal ou em sociedade”, define o empresário.

Ter novos paradigmas será, de fato, algo essencial no cenário da quarta revolução industrial. Os profissionais formados na próxima década tendem a estranhar a forma como trabalhamos nas últimas décadas, desde que a era das máquinas começou a tirar as pessoas das atividades agrícolas e de artesanato. Estudos avaliam que, já a partir dos 2020, mais de 65% serão desconhecidas das atuais gerações. Além disso, as mudanças das relações de trabalho, com o avanço especial da desregulamentação do emprego, vão demandar novas competências dos futuros profissionais.

Requisitos

Para Breno Lima, aposta que pessoas com espírito voltado aos negócios e à liderança terão melhores condições de adaptação e crescimento no mercado de trabalho. “O empreendedor possui uma gama de habilidades comportamentais muito bem desenvolvidas, que lhe dão mais autonomia na tomada de decisões, abrindo um mundo de oportunidades a sua volta. Essas competências podem ser estimuladas em qualquer momento da vida e, quando incentivadas na infância, maiores são as chances de uma pessoa se tornar um empreendedor de sucesso”.

Além da sede localizada na rua Paulo Afonso, 695, bairro Santo Antônio, a Enterprising UP atua em outros espaços, como as instituições de ensino Vila Buritis, a Escola Americana e o Minas Tênis Clube. Desde que reestruturou seu modelo de negócio, em 2017, Breno Lima conta que cresceu 60%.

Para 2020, a expectativa é bem positiva e prevê a expansão da empresa para outros estados. “Até hoje, a Enterprising UP passou por algumas mudanças em sua estrutura comercial e pedagógica. Hoje, com os resultados colhidos no último ano, sinto que nosso sonho de expandir o negócio para outros lugares está se aproximando. Tudo isso é fruto de muito trabalho”, diz.

Cursos

A Enterprising UP tem uma metodologia de ensino única e inovadora, trazendo ao aluno um ambiente propício a um desenvolvimento pleno. Os professores da academia são treinados a criar uma atmosfera em sala, na qual o estudante deixa de ser só um aprendiz e passa a ser contribuinte da aula. “Nossas técnicas foram desenvolvidas a partir do convívio em escolas e instituições nacionais e internacionais.

Criamos para o aluno um ambiente completamente diferente do seu usual, alimentando sua imaginação e criatividade. Além disso, o método de ensino EUP dá voz ativa ao aluno, motivando-lhe mais a participar de todas as atividades, e, consequentemente, contribuindo muito para as aulas”, afirma Lima.

Dividido em três estágios (Kids, Juniors e Teens), o curso oferece módulos que levam as crianças e jovens ao empreendedorismo através de uma linguagem singular. Cada etapa abrange temas importantes do mundo empreendedor, com acompanhamento de mentores capacitados. Ao final de cada semestre é desenvolvido um projeto, aplicando o que foi estimulado nos módulos. O curso abrange a faixa etária de 04 a 18 anos e a carga horária é de duas horas semanais.


  • Com informações da ETC Comunicação