IA consegue identificar ervas daninhas

0
865
Uso de herbicidas é reduzido com utilização de drones.
Uso de herbicidas é reduzido com utilização de drones. Foto:Welcomia/Freepik

Já é possível o uso da Inteligência Artificial para identificar possíveis invasões de plantas daninhas em locais de cultivo de cana-de-açúcar. O modelo, que utiliza câmeras multiespectrais para mapear as plantações, é fruto de estudo vencedor do Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia, no tema Indústria 4.0, categoria Jovem Pesquisador.

A tecnologia incorpora drones equipados com câmeras multiespectrais que fazem o mapeamento das plantações com fotos de todo o campo e cada pixel das imagens é convertido em informações de cores e associado a uma latitude e longitude.

A utilização de drones permite uma redução de até 73% do uso de herbicidas, dependendo do índice de infestação. Outras vantagens do uso da tecnologia são a diminuição dos custos relacionados à produção e inúmeros benefícios à sociedade.

Desenvolvida no Campus Apucarana da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), durante o doutorado de Thiago Gentil Ramires, a tecnologia permite identificar com 97% de precisão a invasão de ervas daninhas nos cultivos. Facilmente adaptável a diferentes regiões, o modelo pode ser inserido em qualquer tipo de plantação.

A pesquisa contou com a participação de pesquisadores de diferentes instituições, como Ana Júlia Righetto (IAPAR-Londrina), Luiz Ricardo Nakamura (UFSC), Pedro Castanho (Raízen), Christel Faes (Uhasselt – Bélgica) e Taciana Savian (Esalq-USP). O estudo completo será publicado em um livro relativo ao Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia.

Ao todo, cinco trabalhos serão premiados e outros seis receberão menção honrosa, em cerimônia agendada para 31 de outubro, em Brasília. Instituído em 1997 pela Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do Mercosul (RECyT), o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia visa incentivar e reconhecer os estudos de pesquisadores que apresentem potencial contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico da região. Outra finalidade é promover o processo de integração dos países do bloco, com estímulo à difusão das realizações e dos avanços científicos e tecnológicos.


  • Com informações da UTFPR.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.