O Seminário vai discutir casos internacionais em que notícias falsas tiveram papel determinante, questões relacionadas à economia de dados e política, e os desafios eleitorais no Brasil.

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) promoverá o Seminário Internet, Desinformação e Democracia, dando continuidade ao debate iniciado em 2018 sobre iniciativas democráticas e boas práticas para conter o fenômeno da desinformação na Internet. O encontro será realizado no dia 24 de julho, em São Paulo e é aberto à participação de todos os interessados. As inscrições, gratuitas, estão disponíveis no endereço: internetedemocracia.cgi.br/. As vagas são limitadas e haverá transmissão ao vivo por meio do canal do NIC.br no YouTube.

O Seminário vai discutir casos internacionais em que notícias falsas tiveram papel determinante, questões relacionadas à economia de dados e política, e os desafios eleitorais no Brasil. Para tanto contará com a participação de pesquisadores nacionais e internacionais, representantes da sociedade civil, setor privado e agentes públicos. A programação do evento terá ainda apresentações sobre o fenômeno da desinformação com a participação de Madeleine de Cock Buning, professora e pesquisadora, responsável pela produção do relatório sobre desinformação da Comissão Europeia, e Sergio Amadeu, professor da UFABC e um dos representantes da comunidade científica e tecnológica no CGI.br.

“A desinformação adquiriu enorme relevância na era da Internet, transformando-se em parte central do jogo político de nossas sociedades. Ela inclui não só as notícias falsas mas, também, a publicação proposital de notícia antiga ou fora de contexto, e a mobilização de grandes grupos — até mesmo usando robôs — para reforçar determinados discursos. É de extrema importância ampliar essa discussão e construir, de forma multissetorial, práticas para conter a desinformação on-line e minimizar seus impactos no processo democrático”, considera Amadeu, que irá comentar o conteúdo da publicação Internet, Democracia e Eleições – Guia prático para gestores públicos e usuários, el aborada pelo CGI.br em 2018 como resultado da “Oficina: Práticas Democráticas em Rede Diante do Discurso de Ódio e das Fake News”.

A programação do Seminário está disponível na íntegra no endereço: internetedemocracia.cgi.br/.

Anote na Agenda

Seminário Internet, Desinformação e Democracia

Data: 24 de julho (quarta-feira), a partir das 8h30
Local: Auditório Edifício Bolsa de Imóveis
Av. das Nações Unidas, 11541, Mezanino, São Paulo, SP
Inscrições gratuitas: internetedemocracia.cgi.br/. Vagas limitadas.
Transmissão Web: www.youtube.com/NICbrvideos

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (www.cetic.br/), implementar e operar os Pontos de Troca de Tráfego — IX.br (ix.br/), viabilizar a participação da comunidade brasileira no desenvolvimento global da Web e subsidiar a formulação de políticas públicas — Ceweb.br (www.ceweb.br), e abrigar o escritório do W3C no Brasil (www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br

O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios de multilateralidade, transparência e democracia, o CGI.br representa um modelo de governança multissetorial da Internet com efetiva participação de todos os setores da sociedade nas suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (www.cgi.br/principios). Mais informações em www.cgi.br/.