Werable poderia enviar mensagens apenas com o pensamento. Foto: Pixabay.
Werable poderia enviar mensagens apenas com o pensamento. Foto: Pixabay.

Um dispositivo werable consegue entender o que uma pessoa pensa, sem a necessidade de verbalização de uma única palavra. O AlterEgo, como é denominado, possui sensores que captam impulsos elétricos, submetendo-os ao crivo da inteligência artificial (IA) e o robô decodifica os sinais, transformando-os em palavras.

O aparelho, que se apoia atrás da orelha, passa por baixo do maxilar e da boca, e permite uma conversa silenciosa com a IA, sem que ninguém ao redor ouça nada, pois o dispositivo é capaz de propagar sons por dentro do crânio por meio de um sistema de som embutido. Supõe-se que a tecnologia premiada pelo MIT Media Lab, nos Estados Unidos, seria capaz de enviar mensagens de texto apenas com o pensamento, falar sem verbalizações com assistentes virtuais, além de ajudar pessoas com capacidades motoras e cognitivas reduzidas.

O dispositivo criado pelo pesquisador de interfaces fluidas do MIT Media Lab, Arnav Kapur, está em fase de testes conduzidos em hospitais e centros de reabilitação em Boston. A eficácia do AlterEgo é de 92%, ou seja, o sistema entende nove em cada dez palavras.

Kapur, de apenas 24 anos, cresceu em Nova Delhi, na Índia, e ajudou na construção de um rover lunar, um drone feito a partir de impressoras 3D e uma técnica de áudio para narrar o mundo para pessoas com problemas de visão. O autor do AlterEgo já solicitou a patente do dispositivo e pretende lançar a tecnologia no mercado.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.