Economia do compartilhamento

    0
    338

    Por definição, economia do Compartilhamento propõe mudanças nas relações de produção e consumo, com a reflexão e mudanças de comportamento das pessoas sobre a necessidade de posse de produtos e serviços. Envolve propostas de racionalização sobre a aquisição e a necessidade de propriedade e acumulação de bens.

    Compreende, como consequência, o acesso a bens e serviços através do compartilhamento, em vez da compra muitas vezes desnecessária. Pode ser manifestada na forma de troca, aluguel, doação, empréstimo ou outra negociação semelhante. Um tipo de negócio que procura mudar a realidade atual de consumo, a qual levou o planeta a diversos dilemas sociais e problemas de esgotamento dos recursos naturais.

    Ou seja, a economia do compartilhamento propõe não só um novo modelo de negócios, mas também uma maneira alternativa de se viver, com qualidade, mas sem excessos e desperdícios.