Perspectivas para 2021: o futuro será artístico ou tecnológico?

0
319
Historicamente, artistas sofreram para converter seu talento em sobrevivência, em tranquilidade financeira. Hoje isso se torna menos difícil

Marisa Melo *

Antes mesmo de Da Vinci, a arte e a tecnologia se unem, se misturam e se influenciam. Esta parceria, que já vinha acelerada nos últimos anos, está hoje mais forte do que nunca e permitirá inovação, criação e artes ainda mais belas e humanizadas.

A pandemia encurtou o caminho e acelerou processos. Artistas visionários entendem cada vez mais de tecnologia e profissionais criativos bebem na fonte da arte para criar seus produtos. A evolução é uma constante, mas há sempre uma resistência. Foi assim quando nasceu a fotografia. Foi assim quando começou a arte digital.

Ainda existem os que têm preconceito em relação à tecnologia. Eles ficarão para trás ou estarão definitivamente aposentados. Quem nos dias de hoje questiona, por exemplo, a fotografia como arte? Mas, isso aconteceu quando surgiram as primeiras fotografias.

Outra tendência inegável é o empreendedorismo. A tecnologia através da internet viabiliza a divulgação global de seu trabalho, de seus produtos. E cada um de nós pode hoje utilizar inúmeras ferramentas que auxiliam na condução da carreira e dos negócios.

Historicamente, artistas sofreram para converter seu talento em sobrevivência, em tranquilidade financeira. Hoje isso se torna menos difícil. Mas, é primordial que o Artista saiba empreender. É preciso investir em cursos, pesquisar e assumir a responsabilidade de ser seu próprio gestor.

O desenvolvimento tecnológico permite que atualmente os artistas se utilizem de novas ferramentas para produzir arte de uma forma inovadora. E se a obra é digital, agora a galeria também é. A Galeria 3D veio para ficar. E isso revolucionou o modo como o mundo vê e “consome” arte.

A tecnologia também bebe da fonte da arte para se inspirar, se renovar e se embelezar. Entre os muitos exemplos recentes desta parceria podemos citar a preocupação que a empresa de tecnologia Apple tem em criar produtos que além de modernos também sejam bonitos esteticamente tanto na parte de hardware quanto em seus programas. Para alcançar este objetivo, a empresa inspira-se em várias formas de manifestações artísticas como a pintura, a escultura e o design.

Hoje é possível conhecer obras de arte, artistas e museus sem sair do conforto do próprio lar, algo impensável há poucos anos. O acesso à arte, com o apoio da tecnologia, tem-se tornado mais acessível e inclusivo. O que nos reserva o futuro? Veio a Fotografia. Vieram os computadores. Veio a Arte Digital. A Internet e as galerias 3D. Alguém duvida que novidades continuarão revolucionando nossas vidas?

O tempo não para. E a nós cabe assimilar esse ritmo e aproveitar os novos recursos e viver a Arte. Porque ela pode ser tecnológica, cibernética, virtual, quântica, mas será sempre instrumento de expressão do que vai em nosso bom e velho coração.

  • Marisa Melo, artista, curadora artística e idealizadora de uma galeria de arte itinerante, a UP Time Art Gallery. Seu trabalho reúne artistas do Brasil e de países da Europa para apresentar ao mundo o que há de melhor na arte e, consequentemente, alcançar o seu objetivo como empreendedora de disseminar a arte para todos os públicos.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.