Notas Econômicas: 7 a 11 de março de 2022

284

Coleta de informações semanais feita pelo Economista Paulo Roberto Bretas

Notas Econômicas: Caminhoneiros fecham estradas e anunciam disposição para greve. foto: Jornalistas Livres
Foto: Jornalistas Livres

O quadro político, econômico e social no Brasil tende a se complicar nos próximos meses. O conflito na Eurásia é mais uma força a somar às diversas que já compunham o quadro tenso do curto prazo no País. O aumento do petróleo no mercado internacional espalha os seus efeitos. A Petrobras anunciou aumento de 25% do diesel e de 19% da gasolina. Enquanto os donos de automóveis corriam para filas de abastecimento nos postos de combustíveis, caminhoneiros, motoristas de aplicativos e entregadores de delivery mostraram disposição de sair da passividade. Os transportadores de mercadorias iniciaram paralisações.

EM 2022 O BRASIL COMEMORA 200 ANOS DE INDEPENDÊNCIA.

Economia e Finanças

Congresso Aprova ICMS dos Combustíveis: A Câmara aprovou na madrugada do dia 10-03-2022, a proposta que unifica e padroniza o ICMS sobre combustíveis. Não há, porém, prazo para a nova regra ser adotada pelos governadores. A proposta determina que seja pago um valor fixo por unidade de medida –litro, por exemplo. Vale para gasolina, etanol, diesel, biodiesel e gás de cozinha –o querosene de avião foi retirado em votação suplementar. Quem decidirá o tamanho da cobrança será o Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), integrado por Estados, Distrito Federal e governo federal. Poderá ser fixado valor diferente para cada produto. O projeto zera PIS/Cofins sobre diesel, biodiesel, gás de cozinha e querosene de aviação até o fim de 2022.(Poder 360)

Perda de Arrecadação: Cálculos da Instituição Fiscal Independente (IFI) divulgados dia 08-03-2022 apontam que a redução de 25% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) pode custar até R$ 19,1 bilhões anualmente, nos termos do decreto do presidente Bolsonaro publicado no fim de fevereiro. Somente em 2022, os impactos da medida serão de R$ 16,2 bilhões de março a dezembro, nos cálculos da entidade. (UOL)

Contenção da Alta dos Combustíveis: Há três opções na mesa para conter a alta nos combustíveis: mudança no cálculo de cobrança do ICMS por meio de projeto de lei que já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e tramita no Senado; a criação de um fundo (com dividendos da Petrobras e receitas do pré-sal pertencentes à União) e alteração na precificação dos combustíveis pela estatal, uma possibilidade rejeitada até há pouco, mas agora admitida no Palácio do Planalto. (Valor)

Precificação da Petrobras Só Olha Ganho dos Acionistas: Em fevereiro, a Petrobras anunciou um lucro líquido anual recorde de R$ 106,6 bilhões relativo ao exercício de 2021. O resultado é 15 vezes superior ao ganho de 2020. A empresa propôs mais uma distribuição de dividendos, no valor de R$ 37,3 bilhões, a ser paga em maio. A União, como acionista controladora, ficará com cerca de um terço desse montante. Os investidores privados ficarão com o restante. (Valor)

Relatório Focus PIB: A mediana das projeções do mercado para o crescimento da economia brasileira em 2022 subiu de 0,30% para 0,42% no Relatório Focus, do Banco Central (BC). Para 2023, o ponto-médio das expectativas para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) manteve-se em 1,50%. Para 2024, permaneceu em 2,00%. (Valor)

Relatório Focus Selic: Para a taxa básica de juros (Selic), o ponto-médio das expectativas manteve-se em 12,25% para o fim deste ano, mas foi de 8,00% para 8,25% em 2023 e de 7,25% para 7,38% em 2024. O Comitê de Política Monetária (Copom), do BC, elevou mais uma vez a Selic em 1,5 ponto percentual, a 10,75% ao ano, na primeira reunião de 2022, no começo de fevereiro. O próximo encontro ocorre na semana que vem, nos dias 15 e 16 de março. (Valor)

Relatório Focus Dólar: A mediana das estimativas para o dólar no fim de 2022 foi cortada de R$ 5,50 para R$ 5,40. (Valor)

Brasil Fora da Lista: O Kremlin divulgou dia 07-02-2022 uma lista de países considerados hostis à Rússia. O Brasil, cujo presidente Jair Bolsonaro visitou Vladimir Putin na semana anterior à guerra na Ucrânia e tem pregado neutralidade no conflito, não está nela. (Valor)

Sobe o PMI do Brasil: O Índice Consolidado de Dados de Produção (PMI) do Brasil subiu de 50,9, em janeiro, para 53,5 em fevereiro, diz a consultoria IHS Markit. Trata-se da marca mais elevada desde setembro. O crescimento se acelerou consideravelmente no setor de serviços, ao passo que os fabricantes registraram uma contração mais lenta da produção, diz o relatório. (Valor)

Sobe o PMI do Setor Serviços: O PMI do setor de serviços brasileiro subiu de 52,8 em janeiro para 54,7 em fevereiro, acima do nível neutro de 50,0 pelo 9º mês consecutivo. “O número mais recente foi consistente com uma taxa de expansão acentuada, uma das mais fortes nos últimos dez anos. As empresas atribuíram o crescimento à demanda favorável, ao recuo da pandemia e à taxa elevada de vacinação”, diz o relatório da IHS Markit. (Valor)

Quitação de Dívidas dos Estados: A União pagou em fevereiro R$ 1,15 bilhão para quitar parcelas de dívidas não honradas por Estados e municípios, nas quais é avalista. Com isso, o total acumulado no ano chegou a R$ 1,55 bilhão. Desde 2016, o montante de garantias honradas chega a R$ 43,46 bilhões, informou o Tesouro Nacional. Segundo dados divulgados, dos valores honrados em fevereiro, R$ 818,64 milhões correspondem a pagamentos não realizados por Minas Gerais, R$ 255,24 milhões se referem a Goiás, R$ 66,76 milhões ao Estado do Rio de Janeiro e R$ 5,13 milhões ao Rio Grande do Norte. (Valor)

Aumenta o Número de Lojas no Varejo: Após os problemas do comércio, causados pelo começo da pandemia em 2020, o ano de 2021 ensaiou retomada no setor, e terminou com saldo positivo de 204 mil lojas no varejo, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em comunicado veiculado dia 07-02-2022, a entidade informou que fez o cálculo com base nos dados do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Além disso, o comércio encerrou 2021 com o mais forte faturamento real em três anos, de acordo com a entidade. O setor encerrou o ano com 2.407.821 estabelecimentos ativos (Valor)

Segurando os Preços dos Combustíveis: O governo Bolsonaro (PL) discute a criação de uma política de guerra” para a Petrobras diante do conflito na Europa. A ideia é suspender temporariamente os reajustes dos combustíveis, enquanto a guerra afeta a cotação internacional do petróleo. O barril do tipo Brent subiu mais de 25% desde a invasão da Rússia à Ucrânia. O aumento pode chegar ao bolso dos brasileiros já que a Petrobras segue uma política de paridade internacional de preços. (Poder 360)

Queda nas Ações da Petrobras: A Petrobras perdeu 7,1% de valor na Bolsa de Valores depois de o presidente Bolsonaro (PL) criticar o sistema de preços da estatal, que equipara o valor dos combustíveis no Brasil à flutuação da cotação do petróleo e do dólar. A principal matéria-prima dos combustíveis disparou nos últimos dias com a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, por ter diminuído a oferta do produto no planeta. (Poder 360)

Tabela do Imposto de Renda: Durante a campanha presidencial de 2018, o então candidato Jair Bolsonaro prometeu corrigir a faixa de isenção para cinco salários mínimos (que hoje corresponderia a R$ 6.060). Atualmente, só fica isento do IR quem tem renda inferior a R$ 1,9 mil por mês. (Valor)

Venda de Cimento: As vendas totais de cimento voltaram a crescer em fevereiro, na comparação anual, mas não foram suficientes para zerar o desempenho do setor, que continua negativo no acumulado do ano. Em fevereiro foram comercializadas 4,8 milhões de toneladas, crescimento de 1,9% sobre o mesmo mês de 2021, segundo dados divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC). No bimestre o acumulado está negativo em 3,5%, somando 9,4 milhões de toneladas. E as perspectiva não são positivas, alerta a entidade. (Valor)

Contra o Congelamento de Preços: Economistas veem com ressalvas a ideia do governo de congelar preços dos combustíveis em meio às pressões adicionais da guerra entre Rússia e Ucrânia sobre o petróleo. Existe o temor de que a medida apenas adiará a inflação, como aconteceu após controles impostos no governo de Dilma Rousseff, comprometendo expectativas de inflação e embaralhando a política monetária. (Valor)

Produção Industrial: A produção da indústria brasileira recuou 2,4% em janeiro de 2022, em relação ao mês anterior, segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) divulgada pelo IBGE. Em dezembro de 2021, o indicador teve alta de 2,9%. (Valor)

Inflação

Forte Impacto na Inflação: Os combustíveis mais caros vão causar um forte impacto na inflação. Os aumentos anunciados pela Petrobras na gasolina (18,7%); diesel (24,9%) e GLP (16%) devem conduzir a um impacto de 1,05 ponto percentual (p.p.) na inflação apurada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março, e acréscimo de 0,47 p.p. no IPCA de abril. Um impacto total de 1,52 p.p. nas taxas dos indicadores de março e de abril. Os cálculos são do economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e responsável pela elaboração dos indicadores da família dos Índices Gerais de Preços (IGPs). André Braz. (Valor)

Relatório Focus IPCA: A mediana das projeções para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2022 voltou a subir, pela oitava semana consecutiva, agora de 5,60% para 5,65%. Para 2023, manteve-se em 3,51%. Para 2024, permaneceu em 3,10%. (Valor)

Inflação Acelera: A aceleração da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), para 0,47% na primeira leitura de março, vindo de 0,28% na imediatamente anterior, a do encerramento de fevereiro, foi verificada em seis das sete capitais pesquisadas, informou o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre) em relatório. (Valor)

Inflação do IPCA: O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 1,01% em fevereiro, após alta de 0,54% em janeiro. É o maior resultado para o mês desde 2015, quando a inflação oficial brasileira subiu 1,22%. Em fevereiro de 2021, ficou em 0,86%. Já o resultado acumulado em 12 meses atingiu a marca de 10,54%, ante 10,38% até janeiro, e a maior taxa em 12 meses desde novembro de 2021 (10,74%). As informações foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (Valor)

Índice de Difusão: O chamado Índice de Difusão, que mede a proporção de bens e atividades que tiveram aumento de preços, subiu, de 73,2% em janeiro, para 74,8% no mês passado, segundo cálculos do Valor Data considerando todos os itens da cesta retornando ao mesmo percentual de dezembro. (Valor)

Inflação da Construção Civil: A inflação medida pelo Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) subiu 0,56% em fevereiro, após alta de 0,72% em janeiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o resultado, o indicador acumula variação de 16,28% em 12 meses, frente a 17,17% até janeiro. (Valor)

Inflação do INPC: O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede inflação percebida por famílias com renda entre um e cinco salários mínimos mensais, foi de 1,00% em fevereiro, após alta de 0,67% em janeiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse foi o maior resultado para um mês de fevereiro desde 2015, quando o índice foi de 1,16%. No resultado acumulado 12 meses, o INPC ficou em 10,80. Até janeiro, o resultado acumulado em doze meses tinha sido de 10,60%. (Valor)

Governo e Ambiente Político

Ambiguidade do Brasil: O Brasil segue com uma postura ambígua na invasão da Ucrânia. Conquanto tenha votado na ONU pela condenação da ação militar, o Itamaraty, sempre que possível, inclui acenos à Rússia em seus votos e comunicados. Tal postura seria resultado de pressão tanto do Planalto, que se identifica com a pauta conservadora de Putin, quanto do agronegócio, dependente de fertilizantes e outros insumos de origem russa. (Folha) (Meio)

Tempo Indeterminado: A Câmara dos Deputados não tem previsão de retomar as atividades presenciais no curto prazo. Por determinação do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), o trabalho remoto, que deveria terminar após o carnaval, está mantido por tempo indeterminado. Segundo Lira, o objetivo é “preservar a saúde não só dos parlamentares, mas também dos servidores e dos colaboradores”. (Poder360) (Meio) 

Legalização de Jogos de Azar: A liberação dos jogos de azar divide a população brasileira, mostra pesquisa PoderData realizada de 27 de fevereiro à 1º março. São 48% que se opõem à medida, contra 43% favoráveis. Atualmente, o Senado debate a legalização dos cassinos, bingos, jogo do bicho e jogos on-line, que já foi aprovada pela Câmara dos Deputados. Bolsonaro afirmou que vetará o projeto, se ele passar. (Poder 360)

Pragmatismo do PP: Um dos partidos de sustentação do governo ao lado do PL, o PP aliou-se a candidatos a governador que farão campanha contra a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) em pelo menos um terço do país, revela. A sigla fortalecerá outros presidenciáveis com seu tempo de TV, estrutura e candidatos em pelo menos dez Estados. (Valor)

Alckmin no PSB: terminou a novela envolvendo o destino do ex-governador Geraldo Alckmin. Segundo Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB, o antigo tucano assina na próxima semana a ficha de filiação ao partido para ser vice na chapa do ex-presidente Lula (PT) ao Planalto. A expectativa é que o petista participe da cerimônia de filiação, que deve acontecer em São Paulo. (UOL) (Meio)

Apoio a Lula: Segundo Ricardo Noblat, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto mandou saber a Lula que pode apoia-lo discretamente em outubro se o ex-presidente não interferir em seus planos de ser governador da Bahia. Lula é simpático à ideia. Só lembrando, ACM Neto é secretário-geral do União Brasil e ex-presidente do DEM, antigo PFL – além de neto de ACM, claro. (Metrópoles)

Onde Estão as Mulheres? Evento promovido pelo Grupo Voto, do Rio Grande do Sul, neste mês, vai debater a participação das mulheres na política, mas exclusivamente com palestrantes homens. A empresa divulgou nas redes sociais as atividades em homenagem à semana da mulher em card com os nomes e fotos dos convidados: o presidente Jair Bolsonaro, os ministros Paulo Guedes e Tarcísio de Freitas, o presidente da Câmara, Arthur Lira, e o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia. A publicação vem recebendo críticas nas redes desde cedo. Formado por empresários, o Grupo Voto atua há 15 anos e se apresenta como uma “empresa de interlocução político-empresarial”. Eles promovem frequentemente encontros com autoridades, em almoços e jantares chamados “Ciclo Brasil de Ideias”. A série de eventos anunciados para este Mês da Mulher foi intitulado de “Ciclo Brasil de Ideias Mulher”. (Valor)

Bolsonaro e os Evangélicos Conservadores: Disposto a conquistar a primazia no voto religioso, o presidente Jair Bolsonaro (Podemos) reuniu pastores evangélicos, ministros e líderes no Congresso e reafirmou seu apoio às pautas conservadoras. Ele lembrou que, se for reeleito, poderá indicar dois novos ministros do Supremo Tribunal Federal no ano que vem, alterando o perfil progressista em costumes da Corte. “Eu dirijo a nação para o lado que os senhores assim o desejarem”, disse Bolsonaro aos pastores. (Folha) (Meio)

Antes Ele Queria Vetar: Comemorando o Dia Internacional da Mulher, o presidente Bolsonaro editou um decreto prevendo a distribuição gratuita de absorventes e itens de higiene menstrual a mulheres carentes. A medida é praticamente igual a um projeto aprovado em 2021 pelo Congresso e vetado pelo Executivo por “falta de previsão no Orçamento”. Um dos objetivos é aproximar Bolsonaro do eleitorado feminino, que lhe é avesso. Mas, em seu discurso, ele cometeu, no mínimo, uma gafe ao dizer que as mulheres hoje estão “praticamente integradas na sociedade”. (UOL) (Meio)

Desculpa para Explorar Terras Indígenas: A invasão da Ucrânia está sendo usada como pretexto pelo governo Bolsonaro para acelerar no Congresso a tramitação de um projeto, enviado no início de 2020, que libera a mineração em terras indígenas. A justificativa é que o conflito ameaça o fornecimento de fertilizantes para a agricultura — o Brasil importa 85% do produto; desses, 23% vêm da Rússia. O governo alega que as terras indígenas são ricas em potássio, matéria prima dos fertilizantes. Para ambientalistas e líderes dos índios, é só uma desculpa para liberar a ação de mineradoras. (BBC) (Meio)

Pacote Eleitoreiro 1: Em busca da reeleição, o presidente Bolsonaro (PL) prepara um pacote de ações sociais que ultrapassa os R$ 140 bilhões para 2022. A sete meses da disputa, o chefe do Executivo busca melhorar a sua imagem e recuperar votos por meio da agenda social. O Auxílio Brasil representa a maior parte do “pacote de bondades” do governo, com R$ 89,1 bilhões. O nome do programa remete ao auxílio emergencial pago em 2020 e 2021 – a iniciativa rendeu um pico de popularidade para Bolsonaro no 1º ano da pandemia e custou R$ 353,7 bilhões. (Poder 360)

Pacote Eleitoreiro 2: Em outra frente, mirando o eleitorado mais jovem, o presidente autorizou o perdão de dívidas do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior). O governo deve perdoar até R$ 38 bilhões de empréstimos não quitados por 1,1 milhão de pessoas. No Planalto, a interpretação é que esse alívio será bem recebido não apenas pelos estudantes, mas pelas famílias dessa parcela da população. (Poder 360)

Federação Partidária: As direções nacionais de PT, PV e PCdoB anunciaram nesta quarta-feira um acordo para formar uma federação partidária, após quatro meses de negociação. Os partidos vão disputar unidos todas as eleições de outubro e atuar como uma única legenda pelos próximos quatro anos. Por conta de divergências em pleitos estaduais, o PSB, que participou das negociações, não aderiu à federação, mas é dada como certa sua coligação com o PT na eleição presidencial, com o ex-governador Geraldo Alckmin sendo vice do ex-presidente Lula. (Folha) (Meio)

Tentativa de Conter Danos: O ex-ministro Sérgio Moro (Podemos) e o MBL tentam conter danos provocados pelas declarações machistas do deputado estadual paulista Arthur do Val (sem partido), até então candidato do partido e do grupo ao governo paulista. Substitui-lo, porém, é um problema. O MBL quer outro dos seus, o vereador Rubinho Nunes, enquanto o Podemos prefere sua presidente nacional, da deputada Renata Abreu (SP). (Folha) (Meio)

Ficha Limpa e a Inelegibilidade: O STF rejeitou por seis votos, uma ação do PDT que pedia mudança no cálculo do tempo de inelegibilidade com base na Lei da Ficha Limpa. Os ministros Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Edson Fachin, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Luiz Fux votaram pelo não reconhecimento da ação, sem sequer entrar no mérito. A decisão é uma derrota para o ministro Nunes Marques, que atendeu, por liminar, à demanda do partido para que os oito anos de inelegibilidade por uma condenação fossem contados a partir do início da pena, não do final, como acontece hoje. (CNN Brasil) (Meio)

Gafe de Aras: Não foi apenas o presidente Bolsonaro que tropeçou nas palavras ao homenagear o Dia Internacional da Mulher. Em evento do Conselho Nacional do Ministério Público, o procurador-geral da República, Augusto Aras, louvou a mulher por “ter o prazer de escolher a cor da unha que vai pintar” e “o sapato que vai calçar”. Diante da repercussão negativa, a PGR divulgou um vídeo em que Aras se diz mal compreendido. Segundo ele, sua fala queria dizer que a mulher pode assumir qualquer posto “sem abrir mão de sua feminilidade”. (g1) (Meio)

Refoma Ministerial: Com a aproximação do prazo para desincompatibilização de ocupantes de cargos no Executivo para disputarem as eleições, o presidente Bolsonaro (PL) marcou para a próxima semana uma reunião na qual pretende definir uma reforma ministerial. Ao todo, a expectativa é de que dez ministros deixem seus cargos para serem candidatos. (CNN Brasil) (Meio)

Debandada no PSB: O clima na bancada do PSB com a ausência do partido na federação não é bom, conta Guilherme Amado. Cerca de 15 deputados — além de prefeitos, deputados estaduais e vereadores — já deram sinais de que podem deixar a legenda em direção aos partidos federados. A debandada atingiria até Pernambuco, bastião da legenda. (Metrópoles) (Meio)

Ambiente Social, Emprego e Renda

Mercado de Trabalho Brasileiro 1: O mercado de trabalho brasileiro registrou em janeiro a abertura de 155.178 vagas com carteira assinada. O dado é resultado de 1.777.646 admissões ante 1.622.468 desligamentos. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho e Previdência. (Valor)

Mercado de Trabalho Brasileiro 2: Os dados do Caged mostram que o país criou em janeiro 3.829 novos postos de trabalho intermitente, modalidade criada pela reforma trabalhista que permite jornada em dias alternados ou por horas determinadas. O número é resultado de 21.367 admissões e 17.538 desligamentos. No chamado regime de tempo parcial, foram registradas 16.370 admissões e 15.687 desligamentos, gerando saldo de 683 vagas. (Valor)

Salário Médio de Admissão: No primeiro mês de 2022, o salário médio de admissão foi de R$ 1.920,59, indicou o Ministério do Trabalho e Previdência. Foi um aumento real de R$ 115,24, ou 6,38%, na comparação com dezembro de 2021. (Valor)

Perda de Interesse no Brasil: Em 2010, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), uma das mais importantes instituições de ensino do mundo, percebeu a demanda de seus alunos pelo ensino de português e encarregou uma brasileira, a professora Nilma Dominique, de desenvolver o curso. “A maioria procurava as aulas por uma questão de trabalho. Esse era o nosso público-alvo”, lembra ela. Não mais. Segundo Nilma, o interesse de estudantes americanos em trabalhar ou fazer pesquisa no Brasil desapareceu. (g1) (Meio)

Brasil, Segundo Lugar em Mortes: Com 625.418 mortos, o Brasil é o segundo país com mais vítimas fatais, atrás apenas dos EUA. Ontem, foram registrados 211 óbitos, perfazendo uma média móvel de 425, com redução de 48% em relação ao período anterior. (g1) (Meio)

Movimentação dos Funcionários Públicos: Funcionários públicos fizeram mais uma rodada de manifestações para cobrar reajuste salarial do governo Bolsonaro (PL). A agenda começou no dia 09-03-2022 com um protesto em frente à Secretaria do Tesouro Nacional, em Brasília. (Poder 360)

Antecedente de Emprego: O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da FGV caiu 1,4 ponto em fevereiro, para 75,1 pontos. Com a queda, a quarta consecutiva, o indicador se posicionou no pior nível desde agosto de 2020 (74,8 pontos) – sendo que o resultado foi calculado antes da guerra entre Rússia e Ucrânia. (Valor)

Ambiente Empresarial e Tecnológico

Dificuldade de Acesso aos Recursos Públicos: Empresas que precisam investir na inovação de seu processo produtivo enfrentam um problema comum no Brasil. Sem financiamento público, as companhias esbarram em dificuldades como limites no teto do faturamento e burocracia nos programas para área. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), 89% das empresas tiveram de custear programas de pesquisa e desenvolvimento em razão da dificuldade em acessar recursos públicos voltados à área de inovação. (Pequenas Empresas & Grandes Negócios) (Meio)

Consequências da Guerra Cibernética: Dia 04-03-2022 milhares de pessoas ficaram sem acesso à internet na Europa, provavelmente devido a um ataque cibernético contra uma rede de satélites, ocorrido no início da ofensiva russa na Ucrânia. Clientes de serviços de internet via satélite na França e Ucrânia ficaram sem conexão. O ataque também afetou na Alemanha e na Europa Central 5.800 turbinas eólicas, com uma potência total de 11 gigawatts. (UOL) (Meio)

Programa de Demissões Voluntárias: O Banco do Brasil informou que foi aprovada a abertura do Programa de Adequação de Quadros (PAQ) para um grupo restrito de colaboradores nas unidades estratégicas. O programa tem como público-alvo cerca de 300 posições de assessoramento e permite o desligamento voluntário de funcionários, dentre outras medidas de movimentação. (Valor)

Transporte Aéreo de Cargas: A Embraer anunciou a entrada no mercado de transporte aéreo de cargas, com o lançamento das conversões dos jatos E190F e E195F de passageiros para cargueiros. (Valor)

Petrobras Busca Aprovação para Aumentos: A Petrobras vai tentar conseguir a aprovação do governo federal para aumentar os preços dos combustíveis em suas refinarias no Brasil, diz a agência Reuters. A direção da Petrobras alertará o governo de que há risco de desabastecimento de combustível em diferentes regiões do país. (Valor)

Seguradoras em Alerta: As seguradoras e resseguradoras estão de olho no desenrolar da guerra na Ucrânia. As preocupações surgem menos pela exposição direta aos impactos do conflito, pois nas apólices, em geral, guerra é um dos motivos de exclusão de coberturas; e mais pelas consequências indiretas. Entre os problemas monitorados pelos grupos globais figuram a disrupção de cadeias logísticas, a subida da inflação e, sobretudo, o aumento do risco cibernético. (Valor)

Fim das Entregas para Restaurantes: O serviço de delivery Uber Eats não fará mais entregas de restaurantes a partir de 08-03-2022. O  aplicativo continuará funcionando, mas somente para itens de supermercados e entregas de pacotes. O anúncio foi feito pela primeira vez em janeiro. A Uber disse ainda que planeja expandir no Uber Direct, uma opção corporativa que permite que lojas façam entregas no mesmo dia para seus clientes. Para a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), a descontinuação do serviço representa uma significativa perda de competitividade no mercado de delivery. (g1) (Meio)

Pirataria no Brasil: O Brasil assumiu a 5ª posição dos países que mais consomem conteúdos piratas do mundo. A empresa de cibersegurança americana, State of the Internet Akamai fez o levantamento. Foram 4,5 bilhões de streams e downloads ilegais de janeiro a setembro de 2021. O ranking é liderado pelos Estados Unidos, Rússia, Índia e China. Em todo mundo, 61,5% dos consumidores que visitaram sites de pirataria os acessaram diretamente, contudo 28,6% pesquisaram alternativamente por eles. O FNCP (Fórum Nacional Contra Pirataria e Ilegalidade) contabilizou um prejuízo de R$ 287 bilhões para empresas em 2021, principalmente de conteúdos musicais e televisivos. (Poder 360)

Indústria Espera Aumento de Custos: Representantes da indústria receberam bem a redução de 25% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), anunciado pelo governo federal no fim de fevereiro, mas o repasse do desconto nos preços não deve ser suficiente para contrabalançar o aumento dos custos de produção agravados pela invasão da Rússia a Ucrânia, segundo representantes dos setores industriais comentaram em evento realizado nesta segunda-feira, em São Paulo. (Valor)

Deixam de Fazer Negócios com a Rússia: Em 12 dias de guerra, mais de 40 empresas de diferentes setores já anunciaram que deixaram de fazer negócios com a Rússia em represália à invasão da Ucrânia. Entre elas, estão as gigantes de tecnologia Dell Technologies e Apple, as montadoras Volkswagen, Ford e BMW, além de companhias de petróleo, como a Exxon Mobil. (Valor)

Vazamento Hacker: A Sansung informou que hackers vazaram quase 200 gigabytes de dados confidenciais, incluindo código-fonte de aparelhos da linha Galaxy e algoritmos para operações de desbloqueio biométrico. O grupo Lapsus$ assumiu a autoria pela violação. A fabricante de eletrônicos disse ainda que os dados pessoais de seus consumidores e funcionários não foram afetados. (TechCrunch) (Meio)

Ciberataque ao Mercado Livre: o Mercado Livre informou que os dados de cerca de 300 mil usuário foram vazados, após detectar que parte de seu código-fonte foi alvo de acesso não autorizado. (g1) (Meio)

Incapacidade Digital: A pandemia de covid-19 alterou diversos hábitos na rotina dos consumidores brasileiros, um deles foi o aumento nos pedidos de refeições via meios digitais, como apps de delivery e mídias sociais. Segundo um estudo feito pelo IFB (Instituto Foodservice Brasil) em parceria com a consultoria Cognitive Media Science, 74% do setor de foodservice indicou que investirá pouco em transformação digital ou não sabe quanto investirá. Esse fato acende um alerta, pois estudos do MIT e da consultoria Capgemini Consulting mostram que empresas digitalmente menos maduras podem ter perdas de 24% nos lucros. (Mercado & Consumo)

Crescimento do E-Commerce: O e-commerce no Brasil deve crescer 95% até 2025, chegando a US$ 79 bilhões, afirmou o vice-presidente sênior da empresa de pagamentos globais FIS na América Latina, Juan Pablo D’Antiochia. (Valor)

Contra o Liberalismo Radical: O processo acelerado de desindustrialização, a destruição ambiental, a baixa resiliência climática, o aumento da insegurança alimentar e energética e a pouca inserção internacional são alguns dos impactos do chamado “liberalismo radical” no cenário econômico brasileiro mais recente. O aproveitamento de oportunidades de crescimento e uma retomada econômica sustentável demandam o debate sobre aspectos do liberalismo radical que, segundo representantes da indústria, têm levado também a governos autoritários e populistas. Essas e outras ideias foram debatidas ontem em evento on-line de lançamento do Núcleo de Economia Política pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) e pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). (Valor)

Gestão Ambiental e Energia

Aumento dos Combustíveis: Depois de 57 dias sem mudanças nos preços, a estatal anunciou o aumento no diesel, que passou a ser vendido a R$ 4,51 por litro a partir desde sexta-feira (11-03-2022). A Associação Brasileira de Importadores de Combustíveis (Abicom) estima que, mesmo com a alta, o preço do litro do diesel seguirá, em média R$ 0,42 abaixo dos preços internacionais. A estatal também anunciou o aumento nos preços da gasolina em 18,7%.  (Valor)

Diesel Seguirá Defasado: O preço do diesel vendido pela Petrobras nas refinarias ainda seguirá 9% abaixo da paridade com os preços internacionais mesmo após o reajuste de 24,9% anunciado pela estatal, de acordo com os cálculos da Associação Brasileira de Importadores de Combustíveis (Abicom). (Valor)

Ponto de Não Retorno para a Amazônia: O alerta de que a Amazônia pode estar chegando ao seu “tipping point” – ou ponto de ruptura – está em um artigo publicado na “Nature Climate Change” por três pesquisadores das universidades de Exeter, no Reino Unido, e de Munique, na Alemanha, além do Potsdam Institute for Climate Impact Reserch, o PIK. O artigo “Pronounced loss of Amazon rainforest resilience since the early 2000s” mostra que a perda de resiliência da floresta é mais forte perto de áreas urbanas e terras cultivadas, ou seja, mais próxima às atividades humanas. É a observação de que a floresta tropical perde a capacidade de se recuperar depois de muito desmatada, de secas e de incêndios, e não consegue mais produzir os rios voadores, por exemplo. (Valor)

Mineração em Terras Indígenas: Em meio a protestos de indigenistas e celebridades, a Câmara dos Deputados aprovou requerimento de urgência para proposta que autoriza a mineração em terras indígenas, por 279 votos a 180, com três abstenções. Com esse resultado, a proposta pode ser votada em plenário a qualquer momento, independentemente de passar por comissões. O pedido para que o projeto seja votado direto em plenário, sem precisar passar pelo debate em uma comissão especial, teve apoio da base do governo Bolsonaro. A proposta foi apresentada pelo governo federal há dois anos. (Valor)

Cooptação de Índios: Tramitando na Câmara em caráter de urgência, o projeto que libera a mineração em terras indígenas beneficia diretamente uma empresa que o Ministério Público Federal (MPF) acusa de cooptação de índios para exploração de sais de potássio na Amazônia. Segundo ação civil pública de 2016, a Potássio do Brasil, que pertence a um banco canadense, tentou cooptar indígenas da etnia mura para minerar dentro de suas terras. O processo de licenciamento ambiental dos projetos da empresa já entrou com pedidos na Agência Nacional de Mineração para atuar na terra indígena. O presidente da companhia diz que ela respeita as normas ambientais e o direito de os mura serem consultados, mas defendeu o projeto em tramitação no Congresso. (Folha) (Meio)

Ambiente Internacional

Situação da Economia dos EUA, por Paulo Gala: “O cenário mais provável para alta de juros nos EUA hoje é de sete altas de 0,25%, nesse ano, a partir de Março, para tentar controlar a inflação elevada. A inflação nos EUA roda em 7% ao ano segundo medidas de preços ao consumidor. Os preços do atacado sobem 9% ao ano em 12 meses acumulados. Uma inflação como essa não se via por lá desde o início dos anos 80. O mercado de trabalho está aquecido, tendo se criado quase 1 milhão de vagas desde dezembro passado. Os dados de vendas no varejo e produção industrial de janeiro vieram com crescimento mensal superior a 1%, bem aquecidos. O outro lado dessa história é o peso da dívida nas famílias. Hoje os americanos têm muitas dívidas com casas, dívidas estudantis para ir a faculdade, dívidas de automóveis e cartões de crédito. Por isso o grande temor do FED é errar na dose da alta de juros e colocar os EUA em recessão ao encarecer demais o custo de financiamento da economia.” (Portal do Paulo Gala)

Boicotes de Empresas à Rússia: Tanto quanto as sanções governamentais, os boicotes de empresas já se fazem sentir. No sábado, a Visa e a Mastercard anunciaram o encerramento de suas operações na Rússia, incluindo o funcionamento no país de cartões emitidos no exterior. Ontem, bancos russos disseram que vão emitir novos cartões usando o sistema chinês UnionPay acoplado à rede russa Mir. O BC russo também ordenou aos bancos do país não publicarem mais os seus balanços financeiros. (UOL) (Meio)

Confisco de Dinheiro Ilegal: Em busca de recursos, Putin autorizou o confisco de “dinheiro ilegal” no país, especialmente de funcionários públicos. Todo o dinheiro que “exceder a receita oficial dos últimos três anos” pode ser confiscado. Isso inclui imóveis, veículos, títulos e participações em organizações. (Metrópoles) (Meio) 

Mais Sanções Contra a Rússia 1: A Samsung vai parar de vender celulares, chips e outros produtos para a Rússia. A companhia segue o exemplo da Apple, Microsoft e HP, que também pararam as vendas em resposta à invasão russa na Ucrânia. (Olhar Digital) (Meio)

Mais Sanções Contra a Rússia 2: A Netflix anunciou neste domingo (6.mar.2022) que deixará de oferecer o serviço de streaming em território russo. Dadas as circunstâncias, nós decidimos suspender nossos serviços na Rússia”, disse a empresa em comunicado. (Poder 360)

Alta dos Preços do Trigo: Com a guerra entre Rússia e Ucrânia, em uma semana as cotações do trigo subiram US$ 100 a tonelada, em média, no mercado físico brasileiro. Essa alta deverá ser sentida pelos consumidores já nas próximas semanas, nos preços dos derivados do cereal nas prateleiras dos supermercados. Mas ainda é difícil saber o tamanho dos reajustes e quanto tempo poderão durar. (Valor)

Indústria de Defesa Cresce nos EUA: Juntas, as principais empresas de defesa dos Estados Unidos ganharam mais de US$ 40 bilhões em valor de mercado desde o início da guerra entre Rússia e Ucrânia. A exceção é da Boeing, que depende do titânio russo.(Valor)

A Ucrânia é Potência Agrícola: Maior produtor mundial de girassol, a Ucrânia se destaca na produção mundial de milho, batata, trigo, cevada, aveia, repolho, abóbora, beterraba, além de todo tipo de frutas e hortaliças. Além de leite e carnes. Em 2021, bateu recorde na produção de grãos, com 75 milhões de toneladas –para comparação, o Brasil produziu 253 milhões de toneladas; a Argentina, 127 milhões. (Poder 360)

Petróleo Russo: Uma das grandes incertezas acerca das possíveis sanções às importações de petróleo russo são se países fora do Ocidente — e sobretudo na Ásia — também seguirão as proibições, mas economistas da Capital Economics dizem acreditar que a Rússia teria dificuldades em encontrar outros compradores para as suas commodities. (Valor)

Morte de Pessoas Negras pela Polícia: Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos HumanosMichelle Bachelet, denunciou hoje que as mortes de pessoas de descendência africana pela polícia continuam a ocorrer em níveis desproporcionalmente altos em muitos países, como o Brasil e Estados Unidos. No Brasil, disse Bachelet, 79% das pessoas mortas em intervenções policiais em 2020 eram de origem africana, de acordo com uma organização não-governamental. (Valor)

Prioridade é o Abastecimento Interno 1: A Rússia deverá priorizar o fornecimento de grãos para as padarias e restaurantes do país em detrimento das exportações, disse o primeiro-ministro Mikhail Mishustin ao divulgar novas medidas para apoiar a economia doméstica diante das sanções internacionais, informou a agência Reuters. (Valor)

Prioridade é o Abastecimento Interno 2:O governo da Ucrânia suspendeu as exportações de centeio, cevada, trigo, milho e sal até o fim deste ano, de acordo com uma resolução do gabinete publicada nesta quarta-feira. Segundo agências internacionais, também foram criadas novas regras para exportação de milho, trigo sarraceno, açúcar, gado vivo e carne. (Valor)

Dólar Digital: Joe Biden lançou um projeto para a criação do “dólar digital”. Em decreto assinado ontem, o presidente pede ao Departamento do Tesouro que envie um relatório sobre o “futuro da moeda” em seis meses, detalhando as vantagens e desvantagens da eventual criação de uma moeda digital emitida pelo Banco Central. Com isso, Biden quer detalhes sobre as consequências dessa ideia sobre os sistemas financeiro e de pagamentos, crescimento econômico e segurança. (The Guardian) (Meio)

Subsídio na Itália: O governo reduziu o imposto sobre o valor agregado do gás para 5%. Também aumentou o bônus social para famílias mais pobres e passou a permitir o parcelamento das contas. (Valor)

Subsídios em Portugal e Espanha: O governo decidiu conceder desconto de € 0,10 por litro de combustível. O limite máximo mensal é de 50 litros, ou seja, € 5 mensais. A medida entrou em vigor em novembro e vai até março. Não se sabe se será estendida com a guerra. A principal medida na Espanha foi o corte de 21% para 10% do imposto sobre eletricidade. Aprovada no ano passado a medida foi prorrogada até junho deste ano. (Valor)

Subsídios na Bélgica: A Bélgica anunciou pacote de medidas, que deve chegar a € 1,1 bilhão e inclui redução de imposto sobre o valor agregado da eletricidade de 21% para 6% de março a julho, além de dar um cheque de € 100 euros e tarifas especiais a famílias de baixa renda. (Valor)

Subsídios no Japão: O governo japonês anunciou em janeiro que vai conceder um subsídio de 3,4 ienes por litro de combustível a distribuidoras toda vez que o preço da gasolina exceder determinado patamar. A medida é temporária. (Valor)

Subsídios no México: O México estabeleceu preços máximos regionais para o gás. A medida, que entrou em vigor em agosto de 2021 e deveria ter vigência de seis meses, foi prorrogada em janeiro por mais seis meses. (Valor)

Subsídios na Argentina: O mercado de combustíveis na Argentina não é regulado, mas é administrado pelo governo implicitamente via a estatal YPF, responsável por 55% dos embarques de gasolina e diesel. (Valor)

Ameaça às Reservas da China: As reservas cambiais internacionais de US$ 3,2 trilhões da China, as maiores do mundo, subitamente parecem mais uma fraqueza do que uma força. Somente tornando-se um emissor, em vez de um detentor de reservas, Pequim pode tomar para si parte do poder financeiro da América. A maneira de fazer isso é convencer outros a manter yuans em reserva. (Valor)

Porque o Ouro não Ajuda a Rússia: A Rússia tem muito ouro. O problema é a liquidez: que banco hoje emprestaria moeda estrangeira contra a segurança do ouro mantido em um cofre de banco de Moscou? Com o tempo, a Rússia poderá vender parte desse ouro para países amigos, mas, na verdade, o mercado já fez seu julgamento: ele não acha que as reservas em ouro da Rússia consigam dar suporte ao rublo. (Valor) 

Onda Mundial de Fome: O Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas (PAM) reforçou que as consequências da invasão da Ucrânia pela Rússia estão desencadeando uma onda de fome que se espalha por todo o mundo. O aumento dos preços dos alimentos e dos combustíveis põe milhões de pessoas em risco de fome, com famílias incapazes de pagar uma refeição básica. Rússia e Ucrânia respondem por 30% das exportações mundiais de trigo, 20% dos embarques de milho e 76% do fornecimento global de girassol. (Valor)

Notas Econômicas – Fontes

Jornal Valor, Folha, UOL, Meio Newsletter, Carta Capital, Poder 360, Metrópoles, Olhar Digital, Portal do Paulo Gala, BBC, Mercado & Consumo, TechCrunch, CNN Brasil, The Guardian, Pequenas Empresas & Grandes Negócios e g1.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.