Link de pagamento é alternativa para vendas no varejo

0
323
O cenário vem obrigando os consumidores a mudarem seus hábitos de compras e faz com que os lojistas se reinventem e utilizem novas técnicas para garantirem as vendas. ilustração: Pixabay
O cenário vem obrigando os consumidores a mudarem seus hábitos de compras e faz com que os lojistas se reinventem e utilizem novas técnicas para garantirem as vendas. ilustração: Pixabay

Ralf Germer *

Com o avanço da pandemia da Covid-19, comércios locais restringiram suas operações para resguardar a população e tentar controlar o avanço da doença. No Brasil, o coronavírus impactou o segmento de doces e chocolates em sua data mais lucrativa do ano: a Páscoa. Para se ter uma ideia, as vendas no período recuaram 33% esse ano em comparação a 2019, segundo dados divulgados pela Boa Vista, empresa de inteligência analítica. O número, no entanto, reflete apenas as pesquisas feitas pela instituição e não considera as vendas online.

De qualquer maneira, o cenário vem obrigando os consumidores a mudarem seus hábitos de compras e faz com que os lojistas se reinventem e utilizem novas técnicas para garantirem as vendas, afinal, comemorações como Dia das Mães e Dia dos Namorados ainda devem acontecer no primeiro semestre do ano. Além de apostar em preços mais atrativos, promoções e reforçar as divulgações pelas redes sociais, uma alternativa para quem trabalha com varejo é oferecer novas opções de cobrança aos clientes.

Disponibilizar um link de pagamento para os compradores é uma escolha inteligente para ter sucesso nos negócios. Esse link – criado junto com uma processadora de pagamentos de confiança – permite que as vendas sejam realizadas por meio do WhatsApp, E-mail, Instagram, SMS ou qualquer outro canal online, sem exigir que o empreendedor tenha uma loja virtual.

Se você nunca ouviu falar do link de pagamento, pode estar se perguntando se esse método é seguro. Te garanto que sim! Quando o consumidor vai realizar o pagamento, ele é enviado para uma página de pagamentos segura e só consegue finalizar a compra com as opções que você pré-definiu, como cartões de crédito ou boleto. De forma simplista, o processo funciona exatamente igual a uma maquininha, mas com comerciantes e consumidores à distância.

Estar atualizado e conectado com as inovações do mercado é um caminho para continuar vendendo em meio ao atual cenário. Levando em consideração que os smartphones estão revolucionando a forma como os brasileiros lidam com o comércio eletrônico, enviar links de pagamento por um ambiente virtual traz mais praticidade, agilidade e simplicidade. Ainda é possível garantir números melhores para o comércio como um todo nesse período de quarentena. Não deixe de vender!


  • Ralf Germer é CEO e cofundador da PagBrasil, fintech brasileira líder no processamento de pagamentos para e-commerce ao redor do mundo