Com avanços na área estética, o mercado odontológico vem sofrendo grandes impactos tecnológicos em seus modos de atuação. Foto: Pixabay
Com avanços na área estética, o mercado odontológico vem sofrendo grandes impactos tecnológicos em seus modos de atuação. Foto: Pixabay

Frederico Marques *

A tecnologia tem mudado a vida das pessoas, e com ela muitas transformações surgem a cada dia. Diante da enxurrada de novidades, pergunto: você se considera inserido no contexto digital? Talvez esse seja um dos principais questionamentos feitos por diversos profissionais e na odontologia, não é diferente. O mercado odontológico vem sofrendo grandes impactos tecnológicos em seus modos de atuação, que por muito tempo foram considerados obsoletos, retrógrados e antigos.

Porém, esse impacto tem sido visto de forma positiva, pois o modo de pensar e executar tratamentos se modificou, trazendo mais conforto, previsibilidade, velocidade e precisão, alinhando resultado e alta performance na rotina das clínicas. Além da mudança de rotina, a transformação digital impactou também a parte econômica, em que você substitui a moldagem antiga em gesso pelo molde 3D da boca; no dinamismo, por meio do envio de informações virtualmente sem precisar do uso de motoboys; e nas propostas de tratamento, em que o cliente pode visualizar o diagnóstico e a mudança do sorriso em computadores, tablets ou smartphones.

Algumas atitudes tecnológicas estão cada vez mais presentes no dia a dia das clínicas, indo além das facilidades nas tarefas diárias, inadimplências e melhora no relacionamento com os clientes. Em alguns consultórios, o primeiro contato do paciente já é feito com um simples cadastro online e, na primeira consulta, a oclusão (mordida) já pode ser avaliada com soluções de digitalização.

Por isso, podemos afirmar que o uso da tecnologia dentro da rotina nas clínicas é evidente e em algumas áreas específicas, como na odontologia estética, algumas ferramentas permitem escaneamento digital ou Raio-X panorâmico, avanços que ajudam de forma assertiva nos tratamentos ortodônticos e odontológicos.

Por sua vez, esses novos modelos de tratamentos têm recebido boa aceitação do público devido a precisão nos resultados mostrados por meio da transformação digital. Como resultado, a satisfação dos pacientes tem sido maior, possibilitando que as clínicas aumentem seu lucro e busquem cada vez mais diferentes tecnologias.

Outro ponto interessante a ser abordado é que o mercado odontológico no Brasil tem destaque mundo a fora, e é nosso papel desenvolver cada vez soluções que possam trazer benefícios não só para os pacientes, como para os profissionais da área, fortalecendo o setor nacional.

Nos próximos anos, a odontologia digital irá baratear custos em procedimentos, mudando a realidade de consultórios, clínicas e laboratórios. Entre as novidades, está o uso de aplicativos, como o Digital Smile Design (DSD), desenvolvidos de forma exclusiva para cada clínica, proporcionando um maior conhecimento de seu público, maior facilidade para estudo de casos, na interatividade entre pacientes e consultório, facilidade no cancelamento de consultas, acesso a bate-papo com o profissional em caso de dúvidas e acompanhamento do planejamento proposto.

Em outras palavras: é fundamental a busca por inovação, estando sempre atento ao mercado global da odontologia, inserindo diariamente novas possibilidades que possam agregar valor ao negócio e conquistando assertividade nos diferenciais competitivos frente a concorrência.


  • Frederico Marques é CEO e cirurgião dentista especialista em odontologia estética na clínica Made Me A, com expertise em lentes de contato dentais, facetas e laminados. A Made Me A, é uma clínica odontológica especializada em estética, que tem como intuito construir de forma única a maneira como os pacientes cuidam de sua higiene e estética bucal.

 

[wpforms id=”3384″ title=”true”]