Iniciativa contribui no combate aos efeitos da mudança climática.
Iniciativa contribui no combate aos efeitos da mudança climática.

A Universidade da Namíbia, em parceria com a Universidade de Turku, na Filância, desenvolveu um sistema de dessalinização totalmente movido a energia solar, que produz água diretamente do Oceano Atlântico. A usina, projetada e entregue pela Solar Water Solutions Ltd., está entre os primeiros sistemas de dessalinização do mundo a operar com 100% de energia renovável.

Árvores plantadas, que funcionam como um sumidouro de carbono e que atendem necessidades ecológicas e econômicas, denominadas de Carbon Garden, são já estão sendo irrigadas com água do mar dessalinizada e água subterrânea alimentada por energia solar.

Instalado em um contêiner, o sistema descentralizado, modular e escalonável fica perto da praia e produz 3.500 litros de água por hora a partir do oceano, sem custo de energia e sem baterias, evitando a emissão de dióxido de carbono. O equipamento também pode ser usado como um híbrido com eletricidade ou um gerador.

O método remove sal, bactérias, produtos químicos, vírus e outras impurezas da água. Usando furos que produzem apenas água salgada ou salobra, ele é capaz de dessalinizar a água do mar para consumo humano e de animais, e para a segurança alimentar. A tecnologia proporciona, ainda, o aumento de energia e contribui no combate aos efeitos da mudança climática.

A vantagem dos sistemas descentralizados de dessalinização movidos a energia solar é que eles têm custo 70% menores do que os sistemas convencionais, pois não há gastos com energia ou necessidade de combustíveis fósseis. O uso da tecnologia poderá ser um norte para a resolução de problemas de escassez de água em ilhas e locais sem infra-estrutura hídrica comunitária.

Inédita no país, a iniciativa integra uma pesquisa que examina o potencial da agricultura costeira e de plantas e culturas para uma efetiva ligação de carbono. A Namíbia é o país mais seco e um dos mais atingidos pelos efeitos da mudança climática na África Subsaariana.

Fonte: Solar Water Solutions