Quatro tendências chave moldam o comportamento do consumidor moderno

0
853
Com a crescente complexidade das identidades pessoais, os consumidores estão levando em conta as marcas que atraem fatores de identidade de facetas múltiplas.  Foto: Pixabay
Com a crescente complexidade das identidades pessoais, os consumidores estão levando em conta as marcas que atraem fatores de identidade de facetas múltiplas. Foto: Pixabay

A UM, rede de agências de marketing e mídia da IPG Mediabrands, divulgou o lançamento global da Cultura Remix, a primeira iteração contando com o foco cultural do seu estudo anual Wave X, que monitora as motivações e o uso da mídia digital em 81 países e 44 idiomas. Os resultados revelam as quatro tendências chave que moldam o comportamento do consumidor moderno: Resistir, Retroceder, Reglocalizar e Recriar.

A Cultura Remix revela que 61% dos consumidores on-line concordam que as marcas desempenham um papel significativo no bem social. Quando as marcas não estão à altura dessas expectativas, os consumidores as consideram responsáveis aproveitando-se da mídia social para expressar seus descontentamentos e preocupações, lançando e cultivando o movimento “Resistir”.

O comportamento “Retroceder” reflete-se em como os consumidores gravitam em direção ao conteúdo e à cultura de décadas e marcas passadas envolvendo nostalgia. As tendências geracionais do passado estão agora em primeiro plano, moldando as crenças, a linguagem e o estilo pessoal:

68% gostam de ouvir música ou assistir a filmes de outras décadas
57% afirmam que a família pratica a cultura ou as tradições de seus ancestrais
55% gostam de assistir aos shows de televisão que não estão mais no ar

De acordo com a pesquisa, o interesse do consumidor moderno global na inspiração local para adotar e apelar ao seu senso de individualidade é mais prevalente do que nunca, originando a tendência identificada como “Reglocalizar”. Quanto a desfrutar de conteúdo/produtos de outros países, 57% dos consumidores concordam que as marcas e os produtos locais são mais autênticos.

Identidade

O estudo demonstra também que o consumidor deseja cada vez mais ampliar e “Recriar” sua identidade. Quando solicitado a selecionar os fatores que definem sua identidade, o consumidor optou principalmente pelo nível de saúde/boa forma física; amigos; escola/conhecimento/educação; tradições da família; paixões; crença na importância da ciência/evidências/conhecimento; e país natal. Com a crescente complexidade das identidades pessoais, os consumidores estão levando em conta as marcas que atraem fatores de identidade de facetas múltiplas, com 65% deles afirmando que estão interessados em interagir com companhias que reflitam uma nova maneira de fazer as coisas.

61% dos consumidores indicam que seu estilo pessoal inclui elementos de eras, culturas e tradições diferentes
65% estão interessados em experimentar companhias que reflitam uma nova maneira de fazer as coisas
“A Cultura Remix revela o caminho a seguir na conectividade cultural ao aprofundar-se nos tipos de conteúdo que informam a identidade cultural e que influenciam o comportamento do consumidor”, disse Deidre Smalls-Landau, diretora intercultural global da UM. “Esses insights auxiliam nossos clientes a navegar e a entender melhor as tendências culturais nessa época de continuação da queda da confiança, sendo mais importante do que nunca tornar suas marcas relevantes culturalmente.”

Essa edição do Wave X da UM, com foco na Cultura Remix, incluiu um estudo quantitativo de 56.397 usuários ativos da internet, ou seja, aqueles que utilizam a internet todos os dias ou em dias alternados. O estudo realizado em 44 idiomas em 81 países representa um universo de 1,73 bilhão de usuários da Internet ativos mundialmente.


Para saber mais sobre o estudo acesse http://wavex.umww.com.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.