Os analistas parecem especialmente interessados em conhecer o poder da geração˜ delimitada, agora, pela letra “z”.

 

Adolescentes e pré-adolescentes são um grande objeto em ‘expansão na tela do radar dos institutos e profissionais envolvidos em estudos de identificação das grandes forças de mudanças dos mercados de consumo e da socidade em geral. Eles devem ser, a partir deste ano de 2015, atores de destaque entre os inovadores e inventores no ambiente da tecnologia. Os analistas parecem especialmente interessados em conhecer o poder da geração˜ delimitada, agora, pela letra “z”. São os membros de uma comunidade mundial com características muito próprias, imersa integralmente no mundo que combinou hardware, software e internet para criar novos modelos de negócios.

“Eles são elementos fundamentais da cultura orientada para a tecnologia atual”, diz o terceiro relatório anual de tendências da multinacional de automóveis Ford. O estudo, que projeta expectativas de mudanças do mercado de consumo para o próximo ano, faz parte das estratégias de monitoramento dos movimentos e transformações da sociedade. “Esses consumidores mais jovens, o mais velho dos quais está na adolescência, já estão inspirando atitudes e comportamentos entre os consumidores de todas as idades para promulgar a mudança para o bem”, diz o estudo, que reforça o desejo crescente de compreensão dos futuros consumidores.

O relatório da Ford integra as pesquisas sobre o consumidor da indústria de automóveis, incluindo conhecimentos adquiridos a partir da interpretação de informações geradas por pensadores de todo o mundo. Tem o objetivo de fornecer uma visão abrangente das microtendências esperadas para o futuro, capazes de influenciar produtos e marcas. Revela dados insights sobre os hábitos de consumo globais e comportamentos esperaedos para moldar a cultura em 2015 e nos anos seguintes.

“A geração “z”, que sucede à “do milênio”, é a primeira verdadeiramente global, nascida em uma cultura de demanda influenciada pela tecnologia”, avalia  Sheryl Connelly, gerente de estudos sobre  tendências globais do consumidor da Ford. São adolescentes, segundo ele, consumidores com uma carga de maior consciência social, além da profunda experiência na convivência com as tecnologias. Já estão, na prática, trabalhando para ajudar a definir as tendências de hoje e de amanhã. A promoção de mudanças para o bem está na agenda do segmento, que deve representar cerca de 20% da população do planeta.

Orientação – No estudo mais recente, os jovens foram o centro dos interesses pela crença de que, como futuros consumidores, criam novos modelos. Adolescentes são tidos como motivados a desconsiderar convenções e definir padrões de interação baseados no ambiente digital, como o elemento capaz de introduzir transformações sobre os ambientes sociais, econômicos, políticos e culturas. Inclusive, devem ser impelidos a criar exemplos de quebra de paradigmas para a geração anterior, estigmatizada pela dificuldade de conseguir a realização no mercado de trabalho.

A revista Wired, uma das principais publiçações sobre o espírito da inovação global, reforça a interpretação sobre a capacidade de diferenciação desse público nascido em frente das telas de computadores. “A tendência já começou”, diz a revista em uma matéria especial sobre as mudanças esperadas para 2015. Segundo ela, os integrantes do grupo estarão entre os líderes das inovações no espaço tecnológico, em número suficiente para que o mundo perceba “a emergência de milionários sem idade suficiente para dirigir um automóvel”

Os estudos da Ford e da Wired reconhecem semelhanças em algumas características, mas apontam para pessoas muito mais ligadas e conscientes das opções disponíveis para elas. Mantêm um certo otimismo, mesmo diante da consciência crescente sobre as alterações climáticas, as ameaças à privacidade, doenças epidêmicas e conflitos geopolíticos prováveis. Há um novo espírito de determinação, além das novas formas de consumo colaborativo e de mobilidade, que desafiam a capacidade de geração de ideias.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.