Relatório inédito mostra comportamento do setor de serviços com a Covid-19

0
291
Pesquisa da startup GetNinjas identificou "Eventos" e "Serviços Domésticos" são as categorias mais afetadas pela pandemia. Foto: Pixabay
Pesquisa da startup GetNinjas identificou “Eventos” e “Serviços Domésticos” são as categorias mais afetadas pela pandemia.

A pandemia da Covid-19 vem afetando diretamente o setor de serviços autônomos no Brasil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o mercado recuou -6,9% em março e registrou uma queda de -2,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Apesar de o mercado ainda apresentar instabilidade, o setor vem sinalizando uma redução gradativa na queda da demanda, como mostra o relatório do GetNinjas, maior aplicativo de contratação de serviços da América Latina, que vem analisando periodicamente os impactos da Covid-19 no setor de serviços autônomos desde o início de março.

De acordo com a startup, a maior queda na demanda por serviços foi de -41%, entre os dias 22 a 28 de março – segunda semana analisada -, em comparação com os dias 8 a 14 de março, período em que o novo coronavírus ainda não havia afetado o setor. As categorias que estão sendo mais afetadas, são “Eventos” e “Serviços Domésticos”. Entretanto, nas semanas seguintes a queda no setor de serviços foi diminuindo gradativamente e o levantamento identificou, entre os dias 3 a 9 de maio, que a redução já chegou a -11%. Essa mudança ocorreu devido aos serviços que passaram a ser mais solicitados no mesmo período nas categorias de “Assistência Técnica” e “Design e Tecnologia”.

“Percebemos neste levantamento um reflexo da mudança de comportamento do consumidor e a necessidade de readequação e busca por alternativas pelos profissionais em meio a crise. Por isso, reestruturamos o modelo de negócios da plataforma para ofertar muito mais serviços de forma 100% remota, garantindo assim a segurança tanto do cliente quanto do prestador do serviço. E para os serviços essenciais que demandam atendimento presencial, realizamos uma campanha interna para orientar os profissionais cadastrados na plataforma”, comenta Eduardo L’Hotellier, fundador e CEO do GetNinjas.

Categorias mais afetadas

Os profissionais que trabalham na categoria “Eventos” e “Serviços Domésticos” foram os mais afetados com a redução progressiva de pedidos. Com o avanço do novo coronavírus, a necessidade do distanciamento social tem sido reforçada pelas autoridades de saúde e, com isso, muitas pessoas deixaram de realizar eventos ou contratar profissionais para realizarem serviços dentro de suas casas.

Entre os dias 15 a 21 de março, primeira semana analisada, a categoria “Eventos” teve uma queda de -62%. Ao longo das semanas seguintes, a situação só piorou. Na última semana avaliada, entre os dias 3 a 9 de maio, foi registrada uma redução recorde de -84% nos pedidos realizados pelos clientes na plataforma, em comparação com os dias 8 a 14 de março.

Já a categoria “Serviços Domésticos” teve uma redução de -42% na primeira semana do monitoramento. Esta categoria, que já chegou a atingir uma queda de -68%, na segunda semana (22 a 28 de março), teve uma pequena redução na queda, mas continua com -53%, no último levantamento realizado entre os dias 3 e 9 de maio, em comparação com o mesmo período mencionado acima (8 a 14 de março).

Categorias com aumento na demanda

Em contrapartida, o relatório identificou um aumento gradativo em algumas categorias, como é o caso de “Assistência Técnica” e “Design e Tecnologia”. No caso da categoria “Assistência Técnica”, na segunda semana havia sido registrado uma redução de -9% nos pedidos solicitados no app. Porém, nas semanas seguintes a demanda só cresceu e entre os dias 3 e 9 de maio, foi registrado um acréscimo de 40%. Os serviços mais solicitados, são: conserto de videogames, notebooks e celulares.

Já a categoria “Design e Tecnologia” chegou a cair -22% na primeira semana analisada. Mas a situação se reverteu e, entre os dias 3 e 9, o aumento atingiu 11%. Entre os serviços mais solicitados dessa categoria, estão: materiais promocionais, aplicativos para celular e redes sociais e áudio e vídeo.