Na pandemia a realidade virtual ajuda a vender de imóveis

0
182
girl wearing black and white vr goggles
garota usa óculos de realidade virtual preto e branco - matérias sobre como a realidade virtual ganha presença na vida das pessoas
Photo by Julia M Cameron on Pexels.com

Radar do Futuro

A queda dos preços dos óculos de realidade virtual e a consequente popularização do acesso a eles, o acesso a redes de internet mais velozes para transmissão de vídeos e a perspectiva de continuidade da necessidade de isolamento social, por conta da pandemia, tendem a favorecer os negócios com propostas mais inovadoras na interação entre as empresas e seus clientes. As tecnologias de virtualização, de uma forma geral, amadurecem como alternativa para a realização da apresentação dos produtos e para as negociações.

A perspectiva de que a população de renda média e alta permaneça em casa para se prevenir contra o vírus é uma força central para o comércio eletrônico. Além disso, os usuários de redes wifi e de smartphones se se beneficiam — e acostumam — com o acesso o aumento da velocidade de acesso à internet. Há a combinação de equipamentos poderosos e redes velozes, que jogam à favor da virtualização.

Os aprendizados sobre os usos de tecnologias seguem adiante, concorrendo contra as vendas das lojas físicas. E, mais que isso até, criando novos hábitos. O conhecimento se acumula, com as novas tecnologias. Um dos setores que vem acumulando e aplicando aprendizados importantes é o mercado imobiliário brasileiro. Exemplo de produto já disponível, a plataforma VRM – Visita Remota Mediada reúne, em uma única tela, o comprador, o corretor e o proprietário em uma visita virtual ao imóvel em tempo real.

Criada pela startup House Viewer 360º devido à demanda das imobiliárias durante o distanciamento social, a ferramenta vem sendo testada desde setembro e permite uma experiência completa pela interação ofertada com quilômetros de distância separando as pessoas envolvidas. “Considerando o endurecimento das medidas sanitárias devido à pandemia, a opção de visita virtual se torna interessante para um número maior de pessoas e é uma forma dos trabalhos do setor imobiliário terem continuidade”, afirma Maximiliano Selmi Marques, CEO da House Viewer 360º, sediada em São Carlos (SP).

Passeio com realidade virtual

Uma vez que todos estejam conectados à plataforma via celulares, tablets ou notebooks, o corretor pede para o proprietário caminhar pelo imóvel transmitindo as imagens enquanto ele apresenta cada cômodo ao comprador. O corretor mantém o comando da situação e conversa com o comprador sem que o áudio vaze para o proprietário e vice-versa. “É uma experiência imersiva, qualquer dúvida é esclarecida na hora, assim como é possível mostrar detalhes do acabamento, fazer uma panorâmica da vista da varanda ou dar zoom no lustre, tudo de acordo com a necessidade do cliente”, destaca.

Mesmo com o momento difícil que o país está vivendo devido à pandemia, o mercado imobiliário se manteve em crescimento. De acordo com a Abecip – Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, em janeiro foram disponibilizados R$ 12,3 bilhões em crédito imobiliário, o melhor janeiro da história, com variação 72% superior ao mesmo período do ano passado.

No acumulado de 12 meses, a oferta em todo o país chegou a R$ 129 bilhões, o que incentivou a aquisição de imóveis para moradia e investimento. Mas com as restrições impostas, as visitas continuaram sendo um grande desafio. A VRM vinha sendo testada por algumas imobiliárias, incluindo a plataforma tecnológica carioca HomeHub, que já tinha parceria com o fornecedor na oferta de tours virtuais.

“Essa nova ferramenta melhora substancialmente a jornada de compra e venda de imóveis em tempos de restrição de movimentação pelas cidades. E qualquer uma das 7 mil unidades do nosso portfólio no Rio de Janeiro podem ser visitadas via VRM nesse período”, explica Fred Judice Araujo, cofundador e head de Produtos, Marketing e Dados da HomeHub.

Sobre a House Viewer

A House Viewer 360º é uma empresa especializada em soluções tecnológicas para o mercado imobiliário. A Visita Remota Mediada, o Tour Virtual e a Vistoria 360º são alguns dos produtos que tornaram os processos de captação, divulgação e vistoria de imóveis mais baratos e acessíveis, conquistando imobiliárias do Brasil e do exterior. Com crescimento expressivo a cada ano, a House Viewer tem despontado como uma das promissoras startups voltadas para este segmento.

Sobre a HomeHub

A HomeHub é uma plataforma de tecnologia imobiliária que atua através de franquias conectadas em rede, com uma operação no modelo figital (físico e digital), unindo o melhor da tecnologia a um atendimento de excelência. Fundada e liderada pelos sócios da Judice & Araujo que tem mais de 45 anos de experiência no mercado imobiliário. O melhor do atendimento e da tecnologia para encontrar seu lugar no mundo.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.