A multinacional enfatiza os investimentos em robótica

Redação
Radar do Futuro

A General Eletric pretende ser a maior companhia industrial digital do mundo. Para alcançar o objetivo, a multinacional realizou um dos seus maiores investimentos na área de robótica: uma parceria com a startup Airware, criadora de um sistema operacional que possibilita a adaptação dos drones a demandas específicas de cada negócio. 

Por possibilitarem a exploração de ambientes extremos, os equipamentos têm um papel fundamental para muitas indústrias que integram a rede de clientes da GE. Seja inspecionando turbinas eólicas que podem chegar a 140 metros de altura, monitorando plataformas de petróleo, analisando de forma segura torres de transmissão de energia e examinando tubulações de gás a milhares de metros abaixo do nível do mar, com os chamados drones subaquáticos.

Alex Tepper, diretor Global de Inovação da GE, à época do anúncio da parceria com a Airware disse que “um dia vamos olhar para trás e dizer: não acredito que fazíamos dessa forma, tão perigosa e ineficiente. Agora, é mais fácil: basta enviar um drone para fazer o trabalho”. 

 

O mundo descobre que há uma multiplicidade de aplicações, além daquelas que, na época do lançamento da inovação, atraia aas atenções da mídia, que destacava a possibilidade de realização de entregas de pizzas. O uso de drones pode  ocorrer, por exemplo, em uma zona rural e afastada dos grandes centros, onde tenha ocorrido uma queda brusca de energia. Rapidamente um drone é ativado para ir até o local. Lá, ele capta imagens de algumas torres de transmissão e imediatamente envia esses dados aos técnicos, aumentando a agilidade, reduzindo custos e ganhando em segurança.

AGE considera que, entre outras funções, os drones são “sensores voadores”, já que são capazes de coletar dados de uma forma muito mais rápida e eficiente, possibilitando assim uma avaliação em tempo real de  ativos. Isso prova mais uma vez que, com o big data industrial, é possível prever possíveis problemas, aumentando a produtividade e a vida útil das máquinas.

 

 

 

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.