crise de representação: foto mostra plenário da camara dos deputados 
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados


Para o cientista político Joscimar Silva, além das redes sociais também a crise da política abre espaços para a emergência de lideranças digitais

Como Kim Kataguiri, Joice Hasselmann e Olavo de Carvalho, entre outros, passaram de influenciadores digitais a lideranças políticas nos últimos anos? O cientista político e pesquisador do Grupo Opinião Pública da UFMG Joscimar Silva investigou essa questão em sua tese de doutorado defendida no Programa de Pós-graduação em Ciência Política da UFMG.

O trabalho mostra como a emergência dessas lideranças está ligada não apenas ao uso das redes sociais, mas também à crise de representação política que ganhou força no Brasil desde as manifestações de 2013. E o fenômeno não é apenas brasileiro. Ele ocorre no México e no Peru, países onde também foram realizados protestos contra o sistema político que, assim como no Brasil, tiveram como características o questionamento às bandeiras partidárias, às instituições políticas e à corrupção.

Joscimar Silva investigou os dados do Latinobarômetro, levantamento que, desde 1995, analisa o comportamento político na América Latina e identificou uma desconfiança extrema nos partidos políticos e em outras instituições democráticas desses três países. Ele concluiu que as lideranças digitais aproveitam-se desse contexto de crise de representação e usam as redes sociais como trampolim para direcionar seus discursos para nichos específicos.

O estudo também alerta para o risco que essas lideranças podem representar para a democracia, já que elas nem sempre respeitam as regras do jogo.

Acesse a entrevista aqui.

Raio-x da pesquisa

Tese: Surfando na crise de representação e nos valores: lideranças políticas emergentes e mídias sociais digitais na América Latina

O que é: pesquisa que tem o objetivo de compreender o surgimento de lideranças políticas digitais nas mídias sociais digitais no atual contexto de crise de representação na América Latina, marcado por protestos antissistema, queda da confiança nos partidos, rejeição às instituições e aos procedimentos da democracia representativa liberal

Pesquisador: Joscimar Souza Silva

Programa de Pós-graduação: Ciência Política

Orientador: Helcimara de Souza Telles (UFMG)

Coorientador: Jesús Alejandro Moreno Alvarez (Itam, México)

Ano da defesa: 2021

Financiamento: Associação Latino-americana de Ciência Política e Capes

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.