Entenda a força do fenômeno do marketing de influência

0
41

BR Media Group analisa motivos do país ser destaque entre aqueles que mais movimentam vendas de produtos por indicação de celebridades e influenciadores

Imagem ilustrativa mulher com os dedos nos lábios, em sinal de calar a boca, com fundo de logomarcas de redes sociais - imagem: Pixabay
marketing de influência
Imagem: Pixabay

A Influencity, plataforma que concentra dados sobre marketing de influência, apontou que no Brasil existem 77 milhões de perfis ativos no Instagram, sendo 9 milhões de influenciadores digitais. Para Raphael Vignola, Executivo Comercial da BR Media Group, este movimento ativo é apenas um dos fatores que impulsionam o marketing de influência no país.

“De fato, nos últimos meses, houve um aumento considerável na busca das marcas por ações de marketing de influência e na contratação de influenciadores. Com isso, consequentemente notamos um crescimento na taxa de conversão de vendas por parte dessas ativações”, destaca Vignola, que também acredita que os brasileiros cada vez mais enxergam os perfis de influenciadores como plataforma de conhecimento confiável. “O consumidor encontra no influenciador um ponto de referência confortável para assumir a compra, sendo que seu endosso sobre um determinado produto tem peso considerável enquanto recomendação”, completa.

Para se ter uma ideia do atual cenário do marketing de influência no Brasil, considerando o intervalo de janeiro a maio de 2021, a BR Media Group já contratou mais de 3 mil influenciadores e ativou mais de 500 campanhas, considerando a participação de marcas renomadas, como Amazon, Natura e Seara, e influenciadores de peso, como Iza, Giovanna Ewbank e Paolla Oliveira, entre outros. “Em cinco meses, conseguimos alcançar os resultados esperados para o ano”, revela Vignola.

Ainda de acordo com o executivo, o reconhecimento do Brasil como um país formado por influenciadores também teve origem na pandemia. Além da identificação da aderência das marcas pelo marketing de influência como melhor alternativa para alavancar as vendas em meio a um período de crise, houve a percepção de um comportamento mais consciente por parte de alguns influenciadores e de um comportamento mais seletivo por parte dos usuários das redes sociais.

“Um exemplo disso é o case do influenciador digital Átila Iamarino, que antes da pandemia tinha pouco mais de 120 mil seguidores, e a partir do momento que se posicionou e passou a desenvolver práticas de conscientização quanto ao novo coronavírus ultrapassou a marca de 1 milhão de seguidores. Já na contramão deste cenário, muitos influenciadores que se pautam em estilo de vida – festas e viagens cheias de ostentação – passaram a ser duramente criticados”, relata.

A pandemia e o já vislumbrado cenário pós-pandemia certamente alterou a forma e o teor do que é comunicado por muitos influenciadores. Destacaram-se aqueles que demonstraram comportamento mais empático, consciente e baseado em senso de coletivo. E este momento, apesar de reflexivo, se mostrou propício para a construção de reputação e confiança por parte dos influenciadores, o que aumentou o fluxo de conteúdos e interações nas redes sociais.

5 perfis de destaque no Instagram

Na onda do marketing de influência no Brasil, a BR Media Group selecionou os 5 perfis de influenciadores digitais, entre nanos, micros, médios, macros e megas, que são destaque no Instagram:

  • NANO (1 mil a 10 mil seguidores)
    Representando o time de nanoinfluenciadores, o protagonismo vai para Caco (@cacobapt). O publicitário, artista e dono do Podcast LGBTQIAP+ se destaca pela abordagem de temas inclusivos para mais de 6 mil pessoas que o acompanham.
  • MICRO (11 mil a 50 mil seguidores)
    O destaque entre os microinfluenciadores digitais é o perfil comandado por Guga e Marcos (ohdcasa). Com mais de 20 mil seguidores, o casal conquista os fãs com dicas sobre relacionamento, reforma e DIY.
  • MÉDIO (51 mil a 200 mil seguidores)
    Camila Rech (@rechcamila) é uma das revelações entre os perfis médios. Com mais de 190 mil pessoas em sua rede, a influenciadora garante protagonismo com dicas de design, criatividade e lifestyle.
  • MACRO (201 mil a 1 milhão de seguidores)
    Com foco nos perfis macros, Nath Araújo (@nanaths) é um dos nomes mais relevantes do momento. Seguida por mais de 600 pessoas, a influenciadora aborda conteúdos sobre arte, lifestyle e pets.
  • MEGA (acima de 1 milhão de seguidores)
    Entre os perfis megas das redes sociais está o artista Rafael Vitti (@rafaavitti). O marido da atriz e comediante Tatá Werneck e pai da bebê Clara Maria já soma mais de 16 milhões de seguidores em sua conta do Instagram e tem sido uma das grandes apostas para campanhas de diferentes marcas.

BR Media Group

Consultoria líder em marketing de influência no Brasil, a BR Media Group cria, planeja e executar campanhas com influenciadores digitais para grandes marcas. A consultoria ainda é responsável pela criação do MIS, plataforma exclusiva de relacionamento com micro influenciadores, utilizada para contratação, aprovação de perfis e gerenciamento de conteúdo em tempo real.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.