Cinco reflexos no mercado de trabalho pós-pandemia

0
599
Insights sobre mudanças no mercado de trabalho, que aceleraram o futuro. Foto: Pixabay
Insights sobre mudanças no mercado de trabalho, que aceleraram o futuro. Foto: Pixabay

Radar do Futuro

“Estar atento às mudanças e percebê-las antes que elas cheguem é fundamental para planejar uma estratégia”. A avaliação é de Leandro Rampazzo, CEO da GODIVA Propaganda e especialista em carreiras, para quem os efeitos da pandemia sobre comportamentos empresariais tendem a passar por reavaliações para permitir a adaptação a novos tempos.

Afinal, a nossa sociedade foi profundamente modificada pelo surgimento da COVID-19. Para tentar combater a disseminação da doença, medidas de isolamento social foram decretadas em quase todos os países ao redor do mundo.A transformação da rotina e da vida de todos precisou ser alterada de forma abrupta.

A agência inseriu no cotidiano das suas atividades novas práticas de trabalho remoto, que antes eram vistas como algo que aconteceria gradativamente de uma forma natural. A chamada revolução tecnológica foi acelerada.

“Assim que a Covid chegou no Brasil, ficamos atentos às principais recomendações da área da saúde. Antes da indicação do isolamento social deixamos parte da equipe atuando em Home Office, e logo depois 100% do nosso time estava trabalhando de forma remota”, explica Leandro Rampazzo.

A agência especializada em franquias, saúde e varejo tem diversos setores e teve que se adaptar a esta nova rotina. Diante deste cenário, o especialista em carreiras e CEO da Godiva Propaganda, Leandro Rampazzo, mostra 5 reflexos no mercado de trabalho na pós pandemia:

Home office

O isolamento social obrigou praticamente 100% das empresas a manterem seus colaboradores trabalhando de suas casas. Acredito que no primeiro momento era grande o sentimento de insegurança por parte do empregador. Hoje, passado alguns meses, empresas e colaboradores se adaptaram ao novo modelo de trabalho.

A prática do home office será cada vez mais adotada de forma definitiva, se não 100% dos dias trabalhados, boa parte disso.

Reuniões online rápidas

No Brasil sempre nos deparamos com reuniões presenciais longas, cansativas e sem objetividade. No mundo digital tudo é muito rápido. As reuniões tendem a serem mais objetivas, pois são mais direcionadas ao temas propostos, sem tempo para introduções e assuntos aleatórios.

Deslocamento mais estratégico

O custo com viagens para reuniões em outras cidades, estados e países sempre foi alto. O deslocamento só ocorrerá em casos estratégicos e extremamente necessários, pois “descobrimos” que podemos resolver muita coisa à distância.

Confiança na relação

No Brasil existe uma cultura de “ver para crer”. Os gestores precisavam literalmente ver o time presencial para comprovar que estavam ali trabalhando. Com a equipe em home office isso deixa de existir e dá lugar ao relacionamento de mais confiança e parceria entre todos. Por mais que você não enxergue alguém ali, estão todos trabalhando.

Humanização e solidariedade

A pandemia aflorou nosso lado mais humano. Passamos a ajudar com mais frequências as pessoas. Ir ao mercado para o seu vizinho na faixa de risco, valorizar os entregadores e profissionais da saúde estão fazendo parte do nosso dia a dia. Existe uma mudança de comportamento que tende a permanecer!