Acordo viabiliza a criação de hub de ciências da vida e inteligência artificial

0
129
Homem fazendo experiência em laboratório Photo by Edward Jenner on Pexels.com
Iniciativa pioneira envolvendo a Biosis Company possibilita a criação do único hub de inteligência artificial aplicado à área de health

Carlos Plácido Teixeira
Jornalista I Radar do Futuro

Empresa de tecnologia em saúde com origem no Reino Unido e presente no Brasil desde 2013, a Biosis Company dá um passo importante no país ao viabilizar a implantação de um projeto inovador. Ela criou o Biosis HUB, um centro de conhecimentos e desenvolvimento de inovações que reúne iniciativas das áreas de saúde, com ênfase em ciências da vida e em inteligência artificial. É um polo virtual e físico para conexão do mercado com startups, parceiros, escolas e faculdades e até governo.

“É uma iniciativa pioneira, o único hub de inteligência artificial aplicado à área de health”, assinala o empresário Sérgio Viegas, um dos Founders do Biosis Hub. O hub está captando as demandas do setor, seus problemas e dores, gerando respostas em forma de produtos, de projetos e startups para o setor. A comunidade de pesquisadores, empresários e candidatos a empreendedores têm agora um ambiente para execução de projetos de inovação tecnológica. Este ecossistema criado propicia geração e desenvolvimento de ideias inovadoras e que usem prioritariamente inteligência artificial nos produtos, processos e serviços voltado às áreas da saúde e ciências da vida.

Segundo Sérgio Viegas, o hub atua também com a aceleração corporativa, voltada para empresas, hospitais e outras organizações da área, que pode ser um serviço customizado sob demanda ou integrada ao Biosis HUB. “Nosso foco consiste em colocar a “mão na massa”, criando uma comunidade forte e participativa e fomentar as startups com mais três braços: o comercial, a gestão e o investidor. Estes “braços” são reforçados pelo time de operações e aceleração, além do time técnico formado pelos sócios e também pelos mentores do Hub”, assinala.

Conexões globais

Um dos pontos fortes do Biosis Hub é, certamente, as suas conexões globais, principalmente em Londres, origem da Biosis. “Novos braços de interação estão sendo negociados com Estados Unidos, Portugal e Japão”, reforça Rosângela Hickson, pesquisadora e founder do Biosis Hub. A atuação é baseada na aceleradora e escola de formação empreendedora, oferecendo para a comunidade e para as startups investidas capacitação gerencial tutelada com base em uma rede voluntária de mentores, investidores, grandes empresas e pessoas com experiência em gestão de negócios.

Como sócios das startups, a equipe executiva participa do seu dia-a-dia até o momento de tração onde buscamos o próximo investidor que seguirá com elas a sua jornada. Essa mesma equipe executiva atua também difundindo e estimulando a cultura empreendedora dentro de grandes empresas, contribuindo principalmente para a inserção de projetos de empreendedores e startups brasileiras mediante a oferta de programas de inovação aberta e aceleração corporativa dentro de grandes empresas. “As startups possuem a velocidade, as grandes empresas os recursos, este mundo precisa andar junto”, salienta Bruno Labertucci, founder e responsável pelas operações do Biosis Hub.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.