A educação no mundo pós-Covid-19: como gerar receita no ensino?

0
81
Professora desenha gráfico em quadro branco Foto: Pixabay.
A transformação digital, por meio do ensino remoto, será essencial para a educação no mundo pós-coronavírus

Entender quais são os desafios financeiros é o primeiro passo para construir uma estratégia de recuperação assertiva

A pandemia causada pelo novo coronavírus afetou o setor da educação de forma bem dura no Brasil. Muitas instituições entraram em uma crise sem precedentes e agora começam a olhar para o futuro, buscando soluções no mundo pós-Covid-19.

Mesmo que a doença ainda não tenha cura, as organizações estão procurando meios de oferecer seus serviços educacionais com qualidade e, principalmente, em alta demanda, visto que vários alunos também estão enfrentando dificuldades para pagar por cursos e treinamentos.

Então, como será a educação no mundo pós-Covid? Para que as instituições continuem atuantes e lucrativas no mundo atual, a Followize, plataforma de gestão de leads e vendas, lista algumas dicas. Confira:

Transformação Digital

A transformação digital, por meio do ensino remoto, será essencial para a educação no mundo pós-coronavírus. Mesmo que uma cura rápida seja encontrada, as instituições precisam encontrar meios flexíveis para o ensino presencial.

Assim, o ensino EAD — cada vez mais — deve ganhar relevância nesse “novo normal”. Mesmo que as pessoas voltem para as salas de aula, é importante achar uma alternativa que funcione com o mundo parado, como aconteceu no ano de 2020.

O caminho para isso é usar o melhor da tecnologia para oferecer um ensino de alta qualidade, acessível e que não dependa — totalmente — da presença física de alunos e professores.

Marketing digital

O marketing digital também é uma excelente medida para a educação. Por meio de estratégias online, as instituições podem administrar melhor seus recursos e gerar leads qualificados na internet.

Nesse quesito, redes sociais, otimização SEO, anúncios pagos no Google, campanhas de marketing de conteúdo e atendimento via WhatsApp podem ajudar na geração de leads extremamente qualificados e preparados para investir em conhecimento.

Assim, atuando de forma totalmente estratégica, o marketing digital pode ser uma opção acessível para gerar receita recorrente e aproveitar o crescimento na busca por educação a distância.

Gestão de leads

A educação também precisa de gestão de leads para otimizar a conversão das instituições de ensino. Reduzir o desperdício em propaganda e aumentar as matrículas de alunos são essenciais para melhorar os resultados.

A tecnologia é uma aliada importante, já que, por meio de sistemas especializados na gestão de leads, as empresas de educação podem administrar sua base e oferecer comunicação alinhada aos discentes. Por sinal, a personalização é essencial para atrair novos alunos e gerar renda para as instituições.

Renovações antecipadas com desconto

As renovações antecipadas com desconto podem ser uma boa estratégia. Essa ação, focada em incentivar os alunos a pagarem antecipadamente por um curso, pode dar um alívio para o caixa das empresas.

Além disso, uma vez que um curso foi pago antecipadamente, o compromisso dos alunos tende a aumentar, visto que o valor investido não vai ser ressarcido. Então, é importante pensar em meios diferenciados para incentivar novas matrículas.

Indo além, dependendo da quantidade de meses de antecipação, os descontos podem se tornar progressivos. Esta é uma forma de as instituições trabalharem com saldo em conta e não serem afetadas com a perda maciça de alunos em poucos meses.

Flexibilização do pagamento

Por sinal, a flexibilização nas formas de pagamento de cursos e treinamentos precisam ser revistas urgentemente. Com dificuldades financeiras, mas entendendo a importância dos estudos, os alunos precisam encontrar meios de estudar sem comprometer todo o dinheiro.

Assim, mais alunos poderão ter acesso às instituições de ensino, o que é bom para as empresas, e também para o país, que ganha com pessoas mais qualificadas e preparadas para o mercado de trabalho.

Diferentes modelos de aprendizagem

A educação não pode ser apenas oferecida no modelo presencial. Novas modalidades de ensino, que mesclem o presencial com o virtual, ou novos formatos de transmitir o conhecimento além de um professor apresentando o material por todo o tempo, por exemplo, podem atrair mais interessados.

Transmitir o conhecimento por vídeo, texto e áudio, ou por dinâmicas mais práticas, pode ajudar os alunos no engajamento com os cursos. Assim, uma vez que outra crise surja, esses alunos poderão brigar mais para permanecerem matriculados e ativos.

Além disso, a dinâmica do conhecimento também precisa evoluir, ou seja, novos conhecimentos precisam ser rapidamente absorvidos pelos cursos, visto que em algumas áreas — T.I. e Marketing, por exemplo — mudam rapidamente de um ano para outro.

Educação no mundo pós-Covid-19 precisa mudar

É certo que a educação precisa mudar e evoluir. Os meios tradicionais já não são mais tão indispensáveis como foram nos últimos 30 anos. As instituições de ensino terão que se reinventar para conquistar e reter os alunos do futuro. Seja no modelo presencial com flexibilidade, ou totalmente online e diferente do EAD atual, é certo que as empresas de educação vão precisar mudar.

Desse modo, a geração de receita voltará aos patamares pré-pandemia, mas, agora, com uma nova visão de futuro: que as mudanças adotadas não serão abaladas por crises econômicas ou outros fatores externos que, eventualmente, possam surgir.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.