A implantação da rede é um passo concreto e importante para a disseminação de soluções para melhorar a qualidade vida nas cidades.

Alessandra Grisolia
Jornalista I Radar do Futuro

A cidade de Toledo, no interior do Paraná, está se integrando entre os lugares brasileiros onde pesquisadores desenvolvem experiências de implantação do conceito de cidades inteligentes.  Com apoio de um professor, estudantes da Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR – Campus Toledo) instalaram uma rede de longo alcance e baixa potência em suas instalações para monitorar diversos dispositivos espalhados pela cidade. Essa rede usa a tecnologia LoRaWan e sua abrangência pode alcançar de 6 a 10 km.

A rede no campus Toledo foi instalada a partir de um trabalho de conclusão de curso do aluno Jonas Rossato do curso de Tecnologia de Sistemas para Internet, o qual está sendo desenvolvido no escopo do projeto de pesquisa e extensão intitulado: “Disseminação da Tecnologia de Internet das Coisas no Oeste do PR”, coordenado pelo professor Edson Tavares de Camargo.

De acordo com o professor, “a implantação da rede é o primeiro passo concreto para o desenvolvimento de soluções para melhorar a qualidade vida nas cidades. Há o potencial tanto para a pesquisa quanto para a inovação”, relata. A iniciativa tem o mérito, também, de demonstrar o interesse crescente pela pesquisa e desenvolvimento de iniciativas focadas na integração das tecnologias no ambiente das cidades.

O investimento para implantação da rede foi realizado pelo professor e seu aluno, mas abre caminho para a captação de recursos por meio de editais de fomento e de parcerias público-privadas. A próxima etapa do trabalho de conclusão de curso é avaliar o alcance da rede, a qualidade do sinal e a taxa de perda de pacotes.

Conceitos

Uma ‘Cidade Inteligente’ é uma área urbana que usa diferentes tipos de ‘Sensores Inteligentes’, que é apoiado pelo conceito de ‘Internet das Coisas’ (IoT), ou seja, os diferentes tipos de sensores se comunicam e permitem coletar dados sobre o dia a dia das cidades com o objetivo de monitoramento e gerenciamento.

É possível, por exemplo, obter dados sobre o tráfego e transporte, usinas de energia, redes de abastecimento de água, gerenciamento de resíduos, violações de segurança, qualidade de água etc. Além disso, disponibilizá-los em tempo real para gestores e cidadãos por meio da internet. Um exemplo de aplicação seria acompanhar em tempo real o trajeto da frota de coleta de lixo urbano.

Também é possível que os cidadãos possam conhecer o dia e horário da coleta de lixo em sua rua, assim como os gestores podem fiscalizar o cumprimento do contrato com a empresa responsável.

Outra importante característica é que a rede opera em uma faixa de frequência não licenciada, ou seja, não há necessidade de pagamento para sua utilização. Além disso, a tecnologia empregada permite que a bateria dos seus sensores dure anos sem necessidade de troca ou recarga.

 

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.