Com nova tecnologia, a Siemens assume o interesse em de ter um papel ativo na transformação do local de trabalho. Foto: ilustração - Siemens
Com nova tecnologia, a Siemens assume o interesse em de ter um papel ativo na transformação do local de trabalho. Foto: ilustração – Siemens

Radar do Futuro

Nos próximos anos, o uso de realidade aumentada tende a ser acelerado, em especial nas empresas em atividades como treinamento e suporte à manutenção de equipamentos. Exemplo de iniciativas adotadas, a multinacional Siemens desenvolveu, em Fürthe Amberg, na Alemanha, o projeto Glass@ Service, que permite a utilização de óculos de dados inteligentes no ambiente de trabalho. De acordo com a empresa, os testes práticos iniciais  prometem uma revolução na indústria à medida que auxiliam funcionários a identificar, marcar e processar produtos de forma mais eficiente.

O objetivo do projeto é permitir a utilização de óculos de dados interativos como sistemas de informações personalizados, juntamente a novos tipos de interação como controle de olhos e gestos, e serviços de TI inovadores. Para isso, micro-monitores, eletrônicos do controlador, câmeras 3D e sensores sofisticados são combinados para formar uma interface homem-máquina e foram integrados ao cenário de TI de uma fábrica.

“A Siemens gostaria de ter um papel ativo na transformação dessa mudança no local de trabalho desde o início”, explica Frank-Peter Schiefelbein, da Siemens Corporate Technology, braço da Siemens no projeto Glass@Service.

O que motivou as investigações é que a digitalização é uma realidade cada vez mais presente nas indústrias, mas, em algumas áreas, os funcionários ainda imprimem estoques de etiquetas para marcar o material e gravam os dados no sistema de controle no final do processo. A finalidade do Glass@ Service é avaliar até que ponto a realidade aumentada (RA) poderia ser utilizada nesses segmentos.

A principal preocupação na logística é auxiliar os funcionários à orientação do armazém na forma de dispositivos vestíveis e identificar, marcar e processar os produtos online sem erros no sistema de controle de estoque. Os óculos de dados podem mostrar cada etapa do trabalho de reequipar ou manter máquinas, além de fornecer apoio ao funcionário ao operar as máquinas. O software do sistema de RA é adaptado às demandas de cada um.

Os movimentos oculares são capturados com uma câmera de rastreamento ocular, tornando possível a interação com o sistema por meio de controle específico da linha de visão, como rolar através de uma folha de dados ou ativar botões virtuais.

As possíveis aplicações de RA nas fábricas da Siemens são acompanhadas por projetos internos que prometem evoluções positivas em médio prazo. Além do Glass@ Service, a empresa pretende investir, futuramente, em outros projetos de pesquisa para que outras áreas de aplicação de realidade aumentada em manufatura e serviços possam ser investigadas com base nas experiências até o momento.


Com informações da Siemens.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.