A maioria dos brasileiros ainda tem dificuldade em adotar práticas de consumo consciente, revela pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foto:Pixabay
A maioria dos brasileiros ainda tem dificuldade em adotar práticas de consumo consciente, revela pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foto:Pixabay

De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais do país, a maioria dos brasileiros (97%) possui alguma dificuldade em adotar práticas de consumo consciente.

Os principais entraves mencionados pelos entrevistados para a falta de hábitos mais responsáveis são alto preço dos produtos orgânicos (37%) e os obstáculos em separar o lixo para a reciclagem (32%). Além disso, 30% reconhecem não conseguir reduzir a quantidade de lixo gerado e outros 30% enfrentam barreiras em engajar os vizinhos nessa prática.

Segundo o levantamento, o brasileiro ainda é considerado ‘consumidor em transição’, ou seja, mais da metade (58%) mantém práticas de consumo consciente, mas em frequência aquém da desejada. Já três em cada dez (29%) se encaixam como ‘consumidor consciente’, enquanto 13% somam os pouco ou nada conscientes.

O estudo também indica que no Brasil há uma visão de consumo consciente mais voltada ao aspecto financeiro: para 41%, ser sustentável significa adotar hábitos que evitem o desperdício e as compras desnecessárias.

Leia mais em Insights.

Pacto Global cria ferramenta para medir impactos nos ODS

Com o objetivo de ajudar as empresas a medir seus impactos positivos e negativos relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o Pacto Global, iniciativa da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030, está preparando uma ferramenta que permite a avaliação de desempenho na adoção dos ODS e dos Dez Princípios do Pacto Global.

A SDG Action Manager tem o lançamento previsto para o início de 2020. A ferramenta possui recursos que incluem a definição e acompanhamento de metas, a comparação com outras organizações do mesmo setor, guias e recursos relacionados à adoção dos ODS nos negócios.

Leia mais em Notícias.

Projeto ousado confirma vocação canadense para a sustentabilidade

Mix de espaços corporativos e apartamentos residenciais, a Canadá Earth Power será a torre de madeira mais alta do mundo, com capacidade de reduzir drasticamente as emissões de carbono na atmosfera. Com 120 metros de altura e 31.587 metros quadrados, o edifício terá entre 35 e 40 andares, e cerca de 200 apartamentos, além de lojas, restaurantes e escritórios.

Desenvolvido de acordo com padrões de Passive House, o projeto visionário tem objetivo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa durante as obras e propõe baixo consumo de energia operacional do local em funcionamento.

Leia mais em Sustentabilidade.

Tecnologia de blockchain é adotada pela agricultura familiar

Os agricultores familiares da Cooperativa de Jovens de Água Fria, na Bahia, estão entre os primeiros usuários de um aplicativo criado para facilitar a aquisição de bens, serviços e obras pelas associações e cooperativas de agricultura familiar da Bahia e do Rio Grande do Norte.

A Solução Online de Licitação (SOL) ajuda os produtores rurais a ter acesso a fornecedores do Brasil inteiro, além de armazenar todos os processos e dados necessários para a transação.
Por meio do aplicativo, as assinaturas de contratos se tornam digitais, poupando tempo e papel para compradores e fornecedores. O código aberto e a tecnologia blockchain oferecem segurança e capacidade de auditoria a todos os negócios realizados.

Leia mais em Inovações e Inovadores.

Inovação em células solares gera energia limpa a baixo custo

Uma tecnologia considerada a nova geração dos painéis solares está sendo desenvolvida nos laboratórios do CSEM Brasil em Belo Horizonte. As chamadas células solares de perovskita são produzidas com utilização técnicas de impressão de filme fino, onde são depositadas camadas de materiais formando dispositivos fotovoltaicos de perovskita.

O mineral apresenta como propriedade a supercondutividade, o que pode aumentar a eficiência energética das células solares e expandir a sua utilização. A tecnologia permite ainda uma produção em larga escala a um baixo custo, o que também desperta os olhares das empresas que desejam investir neste modelo de geração de energia limpa.

Leia mais em Insights.

Tecnologia nas residências é a chave do futuro

Por Joaquim Venancio

Você já parou para pensar em como a tecnologia tem impactado a vida das pessoas? De dez anos para cá, muita coisa mudou. Hoje, é possível encontrar soluções simples de locomoção com apenas um toque no celular, seja para pedir um motorista de aplicativo ou liberar um patinete compartilhado, pagar qualquer coisa sem sair de casa, escolher um filme ou série para assistir e até mesmo, autorizar a entrada e saída de visitantes na sua residência ou reservar espaços comuns sem ter que se comunicar com a portaria.

Ao me deparar com tantas transformações, tenho a certeza de que soluções tecnológicas são mesmo a chave para o futuro e com frequência me pergunto: para onde vamos agora? Falando do mercado em que atuo, acredito que soluções para automação de residências, bem como o conceito de casas conectadas, fazem parte de um mercado que deve ser bastante promissor nos próximos anos.

Leia mais em Pensadores do Futuro.
__________________________________________________________________

CRONOGRAMA 90 DIAS OAB
http://

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O CURSO DE INSTALADOR DE ENERGIA SOLAR
Veja como aproveitar o melhor momento do setor de ENERGIA SOLAR para MONTAR O SEU NEGÓCIO. ASSISTIR VÍDEO.

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião