SOU.cloud, Microsoft e MOSS.earth: debate ambiental é tema de conversa

0
104

Marcado para o dia 26 de maio, evento SOS Amazônia reúne líderes das empresas em um bate-papo sobre créditos de carbono e as novas tecnologias para salvar nossa floresta

É possível alcançar desenvolvimento econômico e ainda assim cuidar do meio ambiente? Para a SOU.cloud, a resposta é sim. Empresa reconhecida em todo o Brasil como referência em serviços de nuvem, agora é a primeira parceira da Microsoft no país livre de carbono. Isso significa que toda a emissão resultado do trabalho realizado ao longo de 2020 foi compensada.

“A SOU.cloud surgiu com o propósito de buscar sempre a sua melhor versão e incluir uma preocupação com o planeta faz parte da nossa cultura, o que nos motiva a compensar um pouco do que geramos de danos para o meio ambiente. Trabalhar com tecnologia e inovação também implica pensar em um futuro melhor para todos”, explica Fábio Junges, CEO da SOU.cloud.

A fim de disseminar a cultura de compensação de CO², a empresa promove, no próximo dia 26, o evento “SOS AMAZÔNIA: Créditos de carbono e as novas tecnologias para salvar a nossa floresta”, com a participação de Junges, Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil, e Luis Felipe Adaime, CEO da MOSS.earth. Estão na pauta do encontro pontos como o mercado brasileiro e internacional de créditos de carbono, o papel da tecnologia para compensar e diminuir o impacto das emissões no meio ambiente, planos da SOU.cloud e da Microsoft nesse contexto, entre outros temas.

Mais que uma tendência, o assunto é também uma política importante para a Microsoft, tanto nacional quanto globalmente. A multinacional tem o objetivo de chegar ao status de “carbono negativo” até 2030.

No cenário brasileiro e mundial, a MOSS.earth já se tornou referência em compensação de CO². Hoje, é a plataforma responsável pelo maior projeto de crédito de carbono do planeta. Na parceria com a SOU.cloud, as empresas contribuíram para a proteção de florestas no município de Lábrea, uma das regiões de maior desmatamento da Amazônia.

“Em um ano, a MOSS reuniu o maior estoque de créditos de carbono do mundo, com 20 milhões de toneladas e um valor de mercado de U$400 milhões. Com isso, somos a empresa não-governamental que mais dinheiro enviou para a Amazônia na história, um total superior a R$60 milhões. E a SOU.cloud faz parte desse grande projeto”, conta Adaime.

O evento online acontece ao vivo a partir das 16h. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site https://produtos.sou.cloud/sos-amazonia.

SOS AMAZÔNIA: Créditos de carbono e as novas tecnologias para salvar a nossa floresta

Evento online

Dia 26 de maio, às 16 horas

Com participação de Fabio Junges, CEO da SOU.cloud; Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil; e Luis Felipe Adaime, CEO da MOSS.earth

Inscrições gratuitas:
https://produtos.sou.cloud/sos-amazonia

divulgação sos amazonia

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.