Imersão em Ciência de Dados é oportunidade para futuros profissionais. Com R$ 25 já é possível ajudar.

Para ajudar alunos que desejam ingressar na área de ciência de dados, bem como as empresas que necessitam da mão de obra, Adriana Silva, Presidente do CONRE-3, lidera o projeto Data Revolution – Modelando o cientista de dados para o mercado.

O programa é um bootcamp que apresenta o básico da estatística, além dos modelos mais utilizados no mercado (regressão logística, árvore de decisão e gradient boosting, por exemplo). Em quatro dias de intensas atividades, a imersão conta com trabalhos em grupo, para o treino do trabalho em equipe e horas extras de trabalho, para simular a rotina das empresas. É destinado a alunos de cursos como estatística, matemática, computação, física, engenharia e afins.

E para disponibilizar o workshop de forma gratuita a mais estudantes, Adriana mantém o projeto na plataforma de mobilização de recursos Benfeitoria. “O objetivo é conseguir manter custos como espaço, materiais de divulgação, alimentação e hotel”, explica.

Pessoas e empresas podem contribuir a partir de R$ 25. Dependendo da doação, recebem lembranças como adesivos, cadernos, material do curso ou a oportunidade de divulgar sua marca.

Unesp foi a primeira

Participantes do projeto na Unesp, Presidente Prudente

A primeira universidade a receber o programa foi a Unesp, de Presidente Prudente. Além de Adriana, o programa contou com a participação dos profissionais Rann Chen e Jonathan Batista Ferreira.

Na primeira edição, a meta de R$ 20.000,00 foi ultrapassada. Organizações como Clearsale, SAS, ASN.rocks, Neuron e CONRE-3 estiveram entre os apoiadores.

“Sensacional! A Dri é incrível. Conseguiu tornar o que era maçante em sala de aula em algo interessante e divertido. Resumiu os quatro anos do curso em quatro dias. Aprendemos muito com ela, o Rann e o Jonathan. A dedicação deles nos inspirou e nos animou a continuar o curso”, ressalta o aluno Daniel Marini.

Segundo a aluna Ana Figueiredo, que estará formada este ano, o conteúdo do curso revisitou as matérias aprendidas durante a graduação. “Foi ótimo para me motivar a sair de Presidente Prudente em busca de emprego”, relata.

Por que participar?

Quem deseja trabalhar com ciência de dados vai encontrar um cenário promissor. A realidade mostra que o número de vagas para este tipo de profissional está em crescimento.

Segundo o CONRE-3, olhando apenas as vagas para estatísticos, a cada ano, mais de três mil oportunidades são divulgadas, no entanto, menos de 20% delas são preenchidas. Isso significa que existem mais vagas do que profissionais formados. E, segundo Adriana, as empresas sempre pedem que os candidatos tenham experiência

Por que ajudar?

Para suprir a demanda das vagas, as empresas querem pessoas preparadas. Por isso, acreditar na capacitação a partir de situações reais pode garantir profissionais que consigam interpretar a abundância de dados em boa comunicação e pensar analítico, sem medo de desafios.

Foi essa observação que fez Adriana movimentar o projeto. Sua experiência com a realidade do mercado e a percepção de que os alunos saem com muitas dúvidas sobre a vida real foram os motivos para levar aos estudantes a oportunidade de conhecer a prática profissional antes mesmo de concluírem a graduação.

Para este programa, a meta é alcançar R$ 25 mil até o dia 27 de outubro. As arrecadações serão utilizadas nas próximas duas edições, que acontecem na Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, e Universidade Federal de Mato Grosso, a UFMT.

Para contribuir, acesse: https://benfeitoria.com/datarevolution2

Quer saber mais?

Quer saber onde e como gastamos o valor doado na primeira arrecadação? Acesse esse link: l.ead.me/dr_unesp

Vídeos de agradecimento: https://www.youtube.com/watch?v=wKKZCL0kSWY&list=PLmPBWkYA04fQJl73Wub7RQ1q93_OSjDNC

Notícias: http://www.papofacil.com.br/2019/07/363-adriana.html 

http://www.conre3.org.br/portal/projeto-data-revolution-leva-pratica-profissional-a-alunos-da-unesp-presidente-prudente/

https://www.segs.com.br/educacao/170601-projeto-busca-apoiadores-para-levar-a-realidade-do-mercado-de-ciencia-de-dados-a-estudantes-de-graduacao 

Sobre os instrutores:

Adriana Silva é formada em Estatística pela UNESP Presidente Prudente, com mestrado em Estatística na ESALQ/USP. Recentemente decidiu mudar um pouco a carreira e abriu uma empresa com foco em ensino e consultoria, a ASN.Rocks (www.asn.rocks). Já trabalhou no SAS, Oracle, Abril e Kantar. Professora na FGV, EGG, SAS e está atualmente como Presidente do Conselho Regional de Estatística da 3ª Região – CONRE-3

Rann Chen é Bacharel em Engenharia Elétrica com ênfase em Sistemas Embutidos. Teve seu primeiro contato com Análise de dados em 2016, quando entrou na ClearSale e, desde então, tem se maravilhado com o poder que os dados, a partir de uma boa análise, pode trazer! Hoje é Analista Pleno e busca compartilhar essa visão para que outras pessoas enxerguem o devido valor de suas futuras profissões.

Jonathan Batista Ferreira é divulgador científico bolsista pelo Departamento de Fisiologia da Faculdade de Medicina da USP Ribeirão Preto. Co-fouder e Diretor de Estratégia e Projetos da Neuron – Data Science and Artificial Intelligence. Parlamentar juvenil pelo município de Ribeirão Preto

Participe das conversas sobre o futuro. Deixe a sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.